Vitrectomia – Como é feita, Recuperação, Quanto Custa?

Vitrectomia é um procedimento cirúrgico que serve para remover o gel vítreo (fluído gelatinoso que compõe o globo ocular) dos olhos. Trata-se de uma cirurgia indicada para tratar doenças oftalmológicas, tais como:

  • Hemorragia vítrea (causada pela retinopatia diabética);
  • Tração ou descolamento da retina;
  • Complicações geradas pela cirurgia da catarata;
  • Membrana epirretiniana;
  • Buraco macular.

Como é feita a vitrectomia

A cirurgia de vitrectomia é feita em hospital por um médico especialista, isto é, o oftalmologista. O procedimento possui diferentes fases, como pode ser constatado a seguir:

  1. Aplicação de anestesia local (em adultos) ou sedação (em crianças);
  2. Uso do aparelho vitreófago para fazer 3 furos de 3,5 a 4mm na esclera – parte popularmente conhecida como o “branco do olho” – para chegar à camada vítrea. Em cada um desses furos um instrumento é inserido;
  3. Remoção do vítreo, aplicação de soro, gás ou óleo de silicone e de uma fibra ótica;
  4. Finalização da cirurgia com a retirada dos instrumentos do olho.

Veja no vídeo abaixo o passo a passo do procedimento:

Vitrectomia dói?

Durante a cirurgia o paciente não sente dor, porque está sob o efeito da anestesia. Após o procedimento, é possível sentir algum desconforto, mas não é algo insuportável, pelo contrário, é totalmente controlado por analgésicos ou anti-inflamatórios prescritos pelo médico.

Preparatórios

O procedimento cirúrgico não demanda a adoção de medidas preparatórias complicadas. De maneira geral, os médicos costumam indicar que o paciente:

  1. Faça refeições leves e saudáveis nos dias que antecedem a cirurgia;
  2. Não faça esforço físico. É essencial estar descansado;
  3. Não force a visão;
  4. Não leve as mãos aos olhos, para evitar contaminações;
  5. Não use medicamentos específicos, como colírios e outros citados pelo oftalmologista.

vitrectomia recuperação

Recuperação da vitrectomia

A cirurgia dura, em média, uma hora. Terminado o procedimento, o paciente fica algumas horas sob observação no hospital e pode ser liberado no mesmo dia, com o olho operado ocluso, para impedir contaminações.

Em casa, o paciente deve ter uma fase de descanso, que dura 15 dias, no mínimo. Também é indicada a adoção de hábitos alimentares saudáveis, para contribuir positivamente com o processo de recuperação.

Durante esse período de descanso, faz-se necessária a aplicação de remédios específicos, indicados pelo oftalmologista, como colírios com função anti-inflamatória e antibiótica.

Se durante a vitrectomia o médico adotou a aplicação de gás no interior do olho, o que acontece em casos mais graves, o paciente deve tomar um cuidado especial extra: atentar ao posicionamento de sua cabeça, permanecendo na posição indicada pelo oftalmologista.

Além da posição da cabeça após a vitrectomia, quem recebeu a aplicação de gás deve evitar viagens feitas de avião, enquanto a substância estiver em seu olho – cerca de 3 a 6 semanas.

Durante esse período de repouso e cuidados, o paciente deve ficar atento a qualquer sinal de anormalidade, como dores e reações alérgicas, reportando-as ao médico, o mais rápido possível, para evitar complicações.

Somente depois de liberado pelo oftalmologista o paciente pode retomar, aos poucos, a sua rotina pessoal e profissional, voltando a praticar exercícios, realizar atividades básicas e trabalhar.

Vitrectomia riscos e danos

A cirurgia de vitrectomia, assim como qualquer outra, é passível de riscos e danos ao paciente. Entre os principais associados ao procedimento, destaque para:

Infecções

São causadas pela reação do organismo ou falta de cuidados no pós-operatório, seja pela má higienização do olho ou a não utilização de medicamentos prescritos pelo oftalmologista.

Aumento da pressão intraocular

Também conhecido como glaucoma, é uma complicação que pode ocorrer por conta da aplicação de soro, gás ou óleo de silicone, bem como pelo não cumprimento das recomendações médicas no pós-cirúrgico.

Catarata

É um dos danos mais comuns da vitrectomia, tanto que costuma ser esperada entre 6 meses a 2 anos após a cirurgia. Tal problema pode ocorrer por conta do toque involuntário dos instrumentos no cristalino ou pela mudança da temperatura dos fluidos oculares, durante o procedimento. Conheça aqui mais sobre a doença. 

vitrectomia quanto custa

Vitrectomia quanto custa

Por ser uma cirurgia que demanda o uso de um equipamento especial e de internação hospitalar, o custo da vitrectomia é de nível médio. É possível fazer o procedimento desembolsando a partir de R$6 mil, em planos populares.

No entanto, em hospitais regulares que não trabalham com valores econômicos para famílias de baixa renda, o preço da cirurgia para os olhos pode chegar a R$16 mil.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply