Vitamina D – O que é? Para que serve? Onde encontrar? Detalhes!

A vitamina D é o nome dado ao grupo de compostos solúveis em lipídios, elas é essencial ao corpo humano e serve para facilitar a absorção do cálcio, melhorar a saúde cardiovascular e defesa do sistema imunológico. A vitamina D funciona como um hormônio no organismo humano, de forma que regula taxas de cálcio e fósforo para que possam prevenir doenças, tais como a osteopenia, osteoporose e até obesidade.

A vitamina D, também chamada de calciferol,  é a única vitamina que só é ativada por meio da exposição ao sol, ou mais precisamente aos raios ultravioletas do tipo B (UVB), esses raios são responsáveis por 80 a 90% do total de vitamina D que o corpo recebe. A suplementação dessa vitamina acontece por meio de uma alimentação rica em óleos naturais, peixes e frutas ou então em remédios manipulados. A suplementação adequada não dispensa a necessidade de exposição ao sol.  vitamina-d-1

Os 7 principais benefícios da vitamina D

A vitamina D é um mineral essencial para o organismo humano já que tem muitas funções em aspectos diferenciados. Além de ser fundamental para a fixação de cálcio nos ossos, ela dá mais qualidade de vida prevenindo doenças cardíacas, diabetes e prometendo maior saúde e bem estar até mesmo ao raciocínio lógico.

  1. Melhora o equilíbrio corporal.
  2. Fortalece o sistema imunológico.
  3. Ajuda a processar o açúcar no sangue.
  4. Diminui a pressão arterial.
  5. Previne o sobrepeso.
  6. Estimula a produção adequada de hormônios masculinos e femininos.
  7. Ajuda a melhorar o raciocínio e memória.

vitamina-d-2

 

Como saber se eu tenho falta de vitamina D?

A deficiência de vitamina D é algo cada vez mais comum, os níveis podem ser checados com amostragens feitas em exame de sangue, também chamado de 25(OH)D. A quantidade da vitamina no seu sangue é que mostrará se você está deficiente do mineral ou não, e também serve de indicativo para repor essa falta.

Confira no  link detalhes sobre a falta de vitamina D e como repor adequadamente.

As informações levam em consideração o resultado do seu exame sanguíneo e estão de acordo com a tabela base utilizada pelos médicos no momento de recomendação do tratamento/suplementação.

A quantidade necessária de vitamina D no corpo varia conforme a idade:

  • Crianças até 1 ano: 10 mcg;
  • Crianças maiores de 1 ano e adultos: 15 mcg;
  • Idosos com mais de 70 anos: 20 mcg;
  • Gestantes: 15 mcg.

Sintomas da falta de vitamina D

As 9 consequências mais graves da falta de vitamina D

  1. Acúmulo de gordura corporal.
  2. Alteração de humor e depressão.
  3. Aumento da incidência de doenças cardíacas.
  4. Aumento de ataque de asmas e infecções pulmonares.
  5. Desenvolvimento de diabetes tipo 2.
  6. Desgaste dos ossos, desenvolvimento de doenças.
  7. Deterioração da performace mental, incluindo Alzheimer.
  8. Fraqueza muscular.
  9. Imunidade baixa, vulnerabilidade à doenças.

Os alimentos mais ricos em vitamina D

Para quem tem falta de vitamina D no organismo a mudança na alimentação é uma das necessidades para que o mineral possa ser reposto. Alguns dos alimentos que contêm calciferol em grandes quantidades são:

Alimentos ricos em vitamina D

  • Fígado de galinha,
  • Leite,
  • Manteiga,
  • Óleo de fígado de bacalhau,
  • Ovos,
  • Salmão cozido,
  • Sardinhas enlatadas,
  • Ostras cruas,
  • Leite Ninho fortificado,
  • Arenque fresco,
  • Peixes gordurosos em geral e frutos do mar.

A Vitamina D também pode ser ativada através do sol, expondo o corpo (braços, pernas, pescoço e rosto) pelo menos 3 vezes por semana. O ideal é tomar sol por 15 a 20 minutos sem filtro solar, no período antes das 10 horas da manhã.

Mas fique atento, pois a quantidade de melanina na pele pode prejudicar a irradiação dos raios solares. Por isso, pessoas de pele branca devem ficar somente de 15 a 20 minutos ao sol mais ameno (das 7h às 9h e/ou  16h às 18h30). Já pessoas de pele negra devem ficar ao menos 1 hora expostas ao sol no mesmo período para obter a mesma absorção.

Mitos e Verdades Sobre a Vitamina D

  • “O sol repõem a vitamina D”: mito! Como já foi dito anteriormente, o sol apenas estimula a vitamina, a qual deve ser reposta através da alimentação ou ingestão de medicamentos manipulados.
  • “Tome bastante sol com o uso de filtro solar”: mito! Só use filtro solar quando estiver em momentos do dia em que o sol é muito forte, como o do meio dia, por exemplo. A exposição ao sol para recuperar a vitamina D precisa ser feita sem uso de bloqueadores solares para ser eficiente.
  • “Cada corpo tem uma dosagem”: verdade! O seu médico deve receitar a melhor quantidade de reposição da vitamina de acordo com as especificidades do seu organismo.
  • Falta de Vitamina D pode deixar louco”: verdade! Estudos publicados na revista médica norte americana Neurology afirma que de 1.650 pacientes com mais de 65 anos com deficiência de vitamina D tinham taxas de probabilidade bem maiores de desenvolverem demência. No final do estudo, 1.169 pacientes que continham bons níveis da vitamina tinham poucas chances de desenvolver problemas neurológicos, 70 já tinham algum tipo de demência grave ou tinham grandes chances de desenvolver alguma.

Agora que você já sabe o que precisa fazer para ter a quantidade necessária de vitamina D no seu organismo, trate de buscar um médico para te indicar a melhor quantidade de vitamina D a ser ingerida e evite problemas ósseos, e ainda demência futuramente!

 

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (90 votes, average: 4,34 out of 5)
Loading...

Leave a Reply