Trombose – Causas, Tratamento, Diagnóstico

De acordo com a SBACV (Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular), a trombose venosa profunda ou a TVP é uma doença que surge por conta da coagulação do sangue nas veias em um local ou momento não adequado. Ou seja, quando os coágulos ocorrem podem provocar a obstrução do sangue, fazendo com que este tenha dificuldades de retornar ao coração.

Os vasos sanguíneos ou veias são responsáveis por levar o sangue de volta ao coração, quando os coágulos surgem em regiões menos profundas, como a superfície da pele, provoca a tromboflebite.

Normalmente a trombose ocorre nas pernas e nas coxas, porém os casos mais graves se dão quando o coágulo se solta e movimenta-se pela corrente sanguínea, esse processo é comumente conhecido como embolia e pode se alojar em locais como:

  • Pulmões.
  • Cérebro.
  • Coração.

Quais os Sintomas?

Existem casos em que a trombose não apresenta sintomas, o que acaba dificultando o diagnóstico, mas a grande maioria os pacientes se queixam de alguns sinais no local, são eles:

  • Dores nas pernas até os tornozelos;
  • Inchaços;
  • Queimação no local;
  • Mudanças na tonalidade da pele, podendo ficar azul ou mais avermelhada.

A incidência das dores se dá principalmente nas veias inferiores do corpo, como as das pernas, coxas e panturrilhas.

Caso você sinta esses sintomas com intensidade e frequência, é preciso ir o mais rápido ao médico, quanto antes tratada, mais fácil e menos danos a trombose trará para o seu corpo.

O diagnóstico é feito por meio de alguns exames que podem ser os físicos, ultrassom, exames de sangue, tomografia, ressonância magnética e venografia.

trombose

Fatores de Risco

Em geral a trombose é uma patologia que afeta pessoas com fatores predisponentes que são:

  • Fumantes;
  • Mulheres que fazem o uso de anticoncepcional;
  • Pessoas que ficam muito tempo sentadas ou deitadas, pois o sangue tem mais dificuldade de circular pelo corpo;
  • Pacientes que fazem o uso de hormônios em algum tratamento;
  • Pessoas com problemas cardíacos;
  • Grávidas;
  • Obesos;
  • Pessoas com mais de 60 anos;
  • Pessoas com hipercoagulabilidade, uma doença que facilita a coagulação sanguínea;
  • O aparecimento de varizes é um indício de trombose.

Outras situações podem favorecer o surgimento da doença, como infecções e cirurgias.É importante ficar sempre atento aos sinais que o corpo transmite, caso você se encaixe em alguma das características citadas acima, procure um médico.

Desenvolvimento da Doença

No período crônico da doença, que em geral é de 2 a 4 anos, o inchaço da região afetada pode atingir o funcionamento dos vasos sanguíneos. Pode surgir também a síndrome pós-flebítica que é quando surgem eczemas, manchas escuras na pele e inchaço, além de outros sintomas.

Contudo, é na fase aguda da doença que se deve ter mais cuidado, já que alguns dos coágulos que surgem nas veias podem ir para a região do pulmão, provocando embolia pulmonar e até mesmo problemas cardíacos.

trombose-1

Tratamento

A trombose tem cura por meio do tratamento, por isso é importante iniciá-lo logo a descoberta da doença. O tratamento é feito a base de anticoagulantes e também fibrinolíticos que destroem o trombo. Alguns medicamentos podem ser em forma de injeções ou comprimidos, depende da indicação do médico.

Esse tratamento tem como principal objetivo impedir o crescimento do coágulo e a possibilidade dele se soltar e deslocar para outras partes do corpo. Um método comumente usado são as meias de compressão, elas melhoram o edema causado pela trombose.

Prevenção

Como já dizia o ditado popular: “é melhor prevenir do que remediar”, quanto mais cedo a prevenção começar, melhor. Assim, confira algumas dicas que podem ser realizadas para evitar a trombose:

  • Pratique atividade física: a prática de atividade favorece o bom funcionamento do organismo e também a circulação do sangue, por isso comece alguma atividade, caminhadas são indicadas para quem é iniciante.
  • Levante-se: a maioria das pessoas trabalham muito tempo sentadas, isso pode prejudicar a circulação, assim, o ideal é levantar-se e andar um pouco.
  • Beba água: a ingestão de líquido favorece o bom funcionamento do corpo e também a circulação sanguínea.
  • Faça o controle da sua ingestão de vitamina k, alguns alimentos ricos são a soja e a canola.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 4,00 out of 5)
Loading...