Quais os tipos de estrias e os lugares mais comuns – Como tratar?

Embora apresentem dificuldades no tratamento, muitas pessoas procuram auxílio para acabar com as estrias – temíveis marcas de estiramento que abalam a autoestima da grande maioria (especialmente de mulheres, mas os homens também sofrem com isso) e provocam vergonha do próprio corpo.

Tratar desse assunto pode render muitas questões que merecem ser respondidas. Por exemplo:

  • O que são e como são causadas,
  • Como identifica-las,
  • Quais os tipos,
  • Quais os lugares mais comuns,
  • Como prevenir e tratá-las.

Quer saber como se livrar desse problema? Confira agora!

Estrias: o que são e principais causas

Anatomicamente falando, as estrias são lesões da pele caracterizadas pelo rompimento ou degeneração das fibras elásticas – responsáveis pela sustentação da camada intermediária da pele, formada por colágeno e elastina (que por sua vez têm como função manter a elasticidade e tonicidade da epiderme).

Por isso são tidas muitas vezes como cicatrizes.

As estrias podem ocorrer por diversas causas: em geral são provocadas pela distensão exagerada, ou seja, o estiramento da pele além da capacidade. Pode-se destacar as seguintes causas como as mais frequentes:

  1. Gravidez,
  2. Aumento excessivo de peso em um curto período de tempo,
  3. Crescimento abrupto na adolescência,
  4. Musculação excessiva,
  5. Predisposição genética,
  6. Determinadas cirurgias (como nos casos de próteses mamárias),
  7. Uso de certas medicações.

Você se relaciona com algumas dessas opções, porém não sabe qual é o aspecto de uma estria?

Estrias – Como identificá-las?

De maneira clínica as estrias são lesões lineares e geralmente são apresentadas de forma paralela, variando de um a vários centímetros de comprimento.

Isso quer dizer que: você precisa procurar por pequenas linhas que aparecem na pele. Mas quais seriam as cores e os locais onde procurar?

Essas são questões importantíssimas! Vamos respondê-las:

Principais tipos de estrias

Estrias vermelhas: são estrias recentes (novas), isto é, estão em processo de inflamação – o corpo ainda envia sangue para a região, o que intensifica a aparência.

Estrias brancas: conforme o tempo passa as estrias vermelhas se cicatrizam e adquirem a tonalidade branca. São chamadas de estrias antigas.

As áreas críticas onde as estrias podem aparecer estão citadas na tabela abaixo:

  • Braços;
  • Nádegas;
  • Barriga;
  • Coxas;
  • Quadril;
  • Seios.

Um comentário essencial é em relação ao tratamento: procurar auxílio profissional com um dermatologista pode ter resultados mais eficazes quando as estrias ainda estiverem em fase inicial, ou seja, quando são estrias avermelhadas.

Note que essas regiões são aquelas que podem gerar um rápido acúmulo de gordura (o que facilita a distensão da pele).

Como tratar e prevenir as estrias

Lembre-se que as estrias são marcas de estiramento irreversíveis – a pele pode não voltar a ser o que era anteriormente, mas há maneiras de amenizar a aparência e melhorar sua autoestima e qualidade de vida!

No mercado dermatológico atual os principais e mais procurados tratamentos contra estrias são:

  • Peeling,
  • Dermoabrasão,
  • Intradermoterapia,
  • Laser fracionado.

Prevenir as estrias é possível: a hidratação da pele é fundamental – utilize cremes e loções hidratantes adequados. Você ainda pode:

  1. Fazer uso desses cremes e loções para realizar massagens localizadas,
  2. Controlar o peso,
  3. Ter uma alimentação balanceada,
  4. Praticar exercícios físicos regularmente.

São pequenas e simples atitudes, entretanto elas podem (e serão) de grande valia para seu futuro e ao combate às estrias!

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...