Sutura Endoscópica para tratar obesidade – Como é feita? Valores

A sutura endoscópica é o mais novo procedimento para tratar a obesidade. O método destaca-se por ser uma forma menos agressiva e sem cortes na barriga em pessoas que necessitam perder peso.

Sucesso nos Estados Unidos e na Europa, a sutura endoscópica teve sua aplicação homologada em 28 de Dezembro de 2017, pelo Conselho Regional de Medicina de São Paulo.  O método já é reconhecido pela Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva como Endossutura Gástrica, mas, a partir dessa data, passa a ser chamado pela nova denominação.

O procedimento é indicado para pessoas com obesidade grau 1 (leve) e grau 2. O objetivo desse procedimento é atender pacientes que não se enquadrem no perfil para fazer uma cirurgia bariátrica (grau 1) e, também, para aqueles com obesidade mórbida,que não querem passar pelo procedimento cirúrgico.

Procedimento passo a passo

A sutura endoscópica promete revolucionar o tratamento contra a obesidade em termos de métodos não invasivos. A técnica consiste na realização de alguns pontos na região do estômago do paciente, deixando ele em forma de tubo.

Depois disso, as paredes do estomago ficam com pregas que reduzem o espaço para armazenar os alimentos.

A grande vantagem desse método é que o paciente não sofre com nenhuma forma de desnutrição, anemias ou falta de vitaminas, como nas cirurgias bariátricas convencionais, pois, nesse caso, não há problemas na absorção dos nutrientes.

A sutura endoscópica é realizada por um médico endoscopista especializado. O procedimento é feito com anestesia geral e dura em média de 45 minutos a 1 hora. Depois disso, o paciente fica em observação por 4 horas e, então, recebe alta.

As vantagens do procedimento são:

  • Recuperação rápida, pois o paciente pode voltar às atividades dentro de uma semana;
  • Maior abrangência, pois tanto obesos de grau 1 como 2 podem fazer o procedimento;
  • Não tem corte;
  • Menor risco de complicações;
  • Excelentes resultados na perda de peso;
  • Não precisa de internação, o paciente é liberado no mesmo dia após o procedimento;
  • O paciente não sofre com falta de vitaminas, como nos métodos tradicionais;
  • Para os pacientes que por ventura precisam pagar pelo método tradicional, a sutura endoscópica é menos custosa.

Entenda como é feito o procedimento da gastroplastia na explicação do Dr. Sérgio Barrichello:

O principal concorrente deste método é a cirurgia bariátrica – veja aqui as diferenças e como esta é feita por sua vez.

Preparatório e recuperação da sutura endoscópica

O pré e o pós são semelhantes à cirurgia bariátrica convencional. O paciente é acompanhado por uma equipe multidisciplinar formada por cirurgião, nutricionista e psicólogos. Além disso, será orientado a praticar atividades físicas.

Os hábitos de vida do paciente devem mudar,sendo que antes da sutura endoscópica a nutricionista passa um preparo alimentar. Posteriormente ao procedimento, o mesmo ocorre – inclusive, é recomendado uma dieta líquida na primeira fase, depois pastosa e assim por diante, até que o paciente consiga ingerir alimentos normalmente.

Que irá passar pelo procedimento deve comparecer ao consultório desses profissionais para ser acompanhado periodicamente, além disso, é necessário realizar alguns exames de endoscopia, para avaliar se está tudo bem com o estomago.

Os resultados da sutura endoscópica prometem ser animadores, pois é esperada uma redução de 20% a 30% do peso corporal. Logo no primeiro mês, há casos em que a perda chega na marca de 14%.

Mas, é claro que para garantir que esses resultados cheguem, o paciente deve seguir todas as orientações dos profissionais envolvidos.

Complicações

Embora esse método seja relativamente novo no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa ele é realizado a mais de 3 anos. Nesse período,não há relatos de incidências de complicações decorrentes da sutura endoscópica.

Alguns exames são solicitados antes do procedimento, pois se o paciente estiver com gastrite, bactéria H. Pylori ou qualquer outro problema no estomago é necessário tratar antes da procedimento.

sutura endoscópica resultados

Valor médio

Se você está acima do peso e ficou interessado na sutura endoscópica, infelizmente, nenhum plano de saúde, nem o SUS (Sistema Único de Saúde), dão cobertura para o procedimento. Ambos só cobrem a cirurgia bariátrica tradicional.

A sutura endoscópica na rede privada está custando em média R$ 17.000,00. Lembrando que essa é apenas uma estimativa de preço e que pode variar de acordo com o hospital e médico.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Leave a Reply