Sintomas da menopausa – Como aliviar e Com Quantos Anos Começa

Se você é mulher e já entrou nos 40 anos, prepare-se: você pode vir a ter alguns clássicos sintomas da menopausa – modo empregado de maneira indevida para definir o climatério, o conjunto de sintomas que surgem na fase de transição do período reprodutivo para o não reprodutivo.

A menopausa é, de toda forma, a última menstruação de uma mulher – é o adeus ao período fértil.

Fica claro, portanto, a busca pelo conhecimento de:

  1. Quais são os sintomas da menopausa?
  2. Como lidar com eles?
  3. O que fazer para aliviar os sintomas?
  4. Entender como eles ocorrem.

É claro que o seu organismo pode reagir de uma maneira diferente se for comparar com os sintomas de sua vizinha, amiga ou parente que também passam pelo momento da menopausa.

Sintomas da menopausa

Primeiros sintomas da menopausa

Curiosamente, o principal sintoma da menopausa é, justamente, a parada da menstruação. Antes de acontecer a parada completa dela, você pode passar por irregularidades que envolvem:

  1. Menstruações mais escassas, algumas atrasam;
  2. Hemorragias;
  3. Menstruações mais ou menos frequentes;
  4. Alterações de humor.

Em algumas mulheres a fase da menopausa pode ser assintomática, isto é, sem sintomas característicos. Entretanto a maioria começa a apresentar vários sintomas que variam de intensidade, aumentam consideravelmente conforme acontece a queda progressiva da concentração de hormônios sexuais femininos.

Por isso os sintomas mais comuns e considerados os principais pelos médicos são:

  • sintomas da menopausaAcúmulo de gordura abdominal;
  • Alterações na libido;
  • Alterações na pele: nota-se a perda do brilho;
  • Alterações no foco e na memória;
  • Alterações no humor;
  • Ansiedade e depressão;
  • Cansaço;
  • Desconforto vaginal;
  • Secura vaginal;
  • Infecções urinárias e ginecológicas com recorrência;
  • Dor durante a relação, desconforto;
  • Queda de cabelo e unhas;
  • Ondas de calor;
  • Insônia;
  • Sudorese noturna.

Além desses sintomas, é comum que a mulher tenha um risco aumentado para problemas cardíacos (a doença coronária é, conforme estudos, a principal causa de morte após a menopausa). Há também a aceleração da perda de massa óssea – que é característica da osteoporose e da osteopenia.

Como aliviar os sintomas da menopausa?

Os sintomas da menopausa não afetam somente o lado físico da mulher – eles irão lhe desafiar psicologicamente.

É por isso que lidar com esses sintomas requer a ajuda de especialistas. Quais são eles? Além de um ginecologista habitual, você pode querer optar pela procura de um cardiologista anualmente – para que ele indique exercícios físicos apropriados, já que poderá ocorrer um aumento de peso que, consequentemente, poderá aumentar o nível de colesterol e da pressão arterial.

Juntamente, caso você sinta necessidade – e é até uma boa recomendação – procure um psicólogo, pois você pode experimentar a depressão, melancolia, choro descontrolado, irritabilidade, ansiedade e a baixa autoestima. Esse profissional irá lhe oferecer todo o suporte para ultrapassar esse desafio.

O ginecologista será responsável pela escolha de tratamento da menopausa, variando para cada paciente, pois é fundamental analisar as condições físicas para depois estabelecer qual é o tratamento que mais pode fornecer resultados positivos.

A forma que é considerada mais eficaz é a terapia de reposição hormonal, pois ela procura amenizar ou também reverter alguns sintomas do climatério, recuperando os hormônios progesterona e estrogênio. Existe ainda a opção da pílula anticoncepcional e tratamentos não hormonais, que somente objetivam cuidar dos sintomas, sem repor os hormônios que estão em queda no organismo.

Como funciona a menopausa?

A menopausa acontece quando há a diminuição na produção dos hormônios femininos: o estrogênio e a progesterona.

Não há mais a produção mensal do óvulo – pois não existe mais o período fértil, ou seja, a possibilidade de engravidar, pois desde a primeira menstruação (chamada de menarca) até a última (menopausa), todos os óvulos se originaram das células germinativas – ou folículos – dos ovários já foram produzidos, não existindo como formar novos folículos para repor aqueles que já se foram.

Com isso, os ovários entram em falência, fazendo com que as concentrações dos hormônios femininos caiam de maneira irreversível.

Por isso o estrogênio e a progesterona em falta fazem com que muitos sintomas surjam. O estrogênio é o principal culpado, em especial pelas ondas de calor (fogachos) – problema que acomete de 75% a 80% das mulheres no período do climatério. A secura vaginal, alterações na pele, os problemas de irritabilidade e depressão são outros exemplos da falta de estrogênio.

As cirurgias ginecológicas – aquelas que realizam a retirada dos ovários – também podem causar a menopausa.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (16 votes, average: 4,88 out of 5)
Loading...