Sintomas da Diabetes – Guia Completo

O diabetes é uma síndrome metabólica em que o pâncreas fica incapacitado de produzir insulina ou não consegue utilizar a insulina produzida de forma adequada, o que resulta em um aumento da glicose no sangue, chamado de hiperglicemia. A doença é crônica, não tem cura e costuma progredir com o tempo. O diagnóstico precoce faz toda a diferença na hora de um tratamento correto e precaução de consequências graves da doença, como a perda de visão e memória.

Atualmente, 7% da população brasileira vivem com diabetes, porém esse número aumenta gradativamente. Para você ou para alguém próximo que tenha diabetes é importante conhecer mais sobre a doença, assim como aprender a conviver bem com a doença.

3

 

Tipos de diabetes e fatores de risco

Embora exista o diabetes gestacional e o pré-diabetes, vale aprofundar o conhecimento nas duas categorias principais: o diabetes tipo 1 e o diabetes tipo 2.

Diabetes tipo 1: apenas 10% de pessoas com a doença o possuem. É provocado pela incapacidade do pâncreas em produzir e adequar a insulina apropriadamente e com suficiência.

Diabetes tipo 2: é a categoria que é resistente à insulina, isto é, ela não consegue agir no organismo e passa a ter deficiência. 90% dos casos são desse tipo!

Pré-diabetes: são considerados indivíduos pré-diabéticos aqueles que começam a apresentar quadros constantes de glicose elevada, além de um aumento de insulina no corpo. Isso porque o pâncreas começa a produzir mais do hormônio, tentando diminuir a quantidade exagerada de açúcar. Suas causas são, basicamente, os maus hábitos, desde sedentarismo, alimentação desregrada e sobrepeso. O quadro de pré-diabetes é o que antecede o diabetes tipo 2, já que o primeiro tipo é desencadeado por fatores genéticos, apenas. É de grande preocupação este diagnóstico e mudanças de vida são essenciais para reverter o quadro.

Diabetes gestacional: como o próprio nome diz, ocorre durante a gravidez e geralmente costuma desaparecer logo após o parto. As causas variam, sendo que o excesso de peso pode ter grande influência no problema. Algumas mulheres podem adquirir a diabetes tipo 2 depois que dão à luz, por isso, o acompanhamento pré-natal nesse caso é mais especializado.

diabetes-tipo-1-e-2

Quando se fala de fatores de risco, é possível afirmar que uma consequência importante para o diabetes é o sobrepeso ou a obesidade, assim como:

  • Sedentarismo,
  • Histórico familiar direto (pais ou irmãos),
  • Histórico de doenças cardiovasculares,
  • Pressão arterial com valor igual ou superior de 140/90 mmHg,
  • Pessoas que já foram tratadas por pressão alta,
  • Mulheres que passaram por diabetes gestacional,
  • Mulheres que tiveram bebê com peso maior do que 4 quilos,
  • Pessoas que apresentam alterações no colesterol HDL (com quantidade abaixo de 35 mg/dL.

De todo modo, os sintomas da diabetes podem ser descritos conforme o tipo da doença.

Sintomas da diabetes

sintomas-diabetes

O diabetes tipo 1 é mais comum em crianças e adolescentes, sendo que estas podem apresentar sintomas como:

  • Sede excessiva,
  • Alta frequência urinária,
  • Mau humor e nervosismo
  • Fome em excesso,
  • Perda de peso,
  • Coceira pelo corpo inteiro,
  • Cansaço físico,
  • Letargia,
  • Sensação de fraqueza,
  • Infecções periódicas.

Outros sintomas secundários podem ser: tontura, tremores, apatia e suor frio.

Já o diabetes tipo 2 é comum em adultos e apresenta como sintomas:

  • Infecções frequentes,
  • Dificuldade em cicatrização de feridas,
  • Formigamento nos pés (acontece em fase avançada do diabetes),
  • Perda de peso,
  • Alteração visual (turva ou embaçada),
  • Cansaço físico,
  • Alta frequência e vontade de urinar,
  • Fome excessiva,
  • Aumento da sede,
  • Boca seca.

Diabetes Gestacional

  • Sede e fome em excesso,
  • Vontade de urinar excessiva,
  • Visão embaçada ou turva.

Pode-se notar que alguns sintomas da diabetes são encontrados nos dois tipos de diabetes, no entanto, complicações secundárias mais graves acontecem no tipo 2.

Estar atento à doença

Ao sinal de qualquer um desses sintomas listamos acima, a recomendação é de sempre procurar o auxilio de um profissional de saúde imediatamente para realizar exames e iniciar o tratamento adequado, se for o caso. Além disso, é de extrema importância que os exames sejam frequentes, independentes dos sintomas aparecerem, já que a doença pode se manter em silêncio por algum tempo.

Pessoas que já convivem com diabetes entendem das obrigações que acompanham a doença, como manter uma alimentação saudável, prática de exercícios físicos e sempre realizar o tratamento corretamente.

diabetes-alimentacao-saudavel

Mas para aquelas pessoas que possuem histórico familiar e que ficam preocupados com a doença no futuro podem ficar atentos a algumas orientações para prevenção do diabetes:

  • Manter um peso apropriado,
  • Sempre controlar a pressão arterial,
  • Praticar exercícios físicos regularmente,
  • Não fumar,
  • Evitar medicamentos que podem afetar o pâncreas.

É imprescindível que hábitos como o fumo e o excesso de bebidas alcoólicas sejam cortados da rotina, pois eles são um dos fatores de risco para o aparecimento de doenças como o diabetes.

Uma vida saudável e com controle é possível para quem tem ou pode ter diabetes.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 4,00 out of 5)
Loading...