Sintomas da angústia: Causas, Sintomas, Tratamento e Prevenção

A definição dos sintomas de angústia pode ser explicada como um sentimento de inquietude e, em muitos casos, até de desolação. Pode-se dizer que é uma das emoções que desafia a nossa existência, pois é algo causado pelo impreciso.

Existem diferentes pontos de vista para definir os sintomas da angústia. Dentro da filosofia, ela não é caracterizada como um sentimento, mas como uma condição normal do ser humano, que conhece as incertezas sobre o futuro, podendo gerar a angústia.

Para a área da psicologia, psicanálise ou psiquiatria, esse é um sintoma de manifestações psicopatológicas, que devem ser investigadas e tratadas. No entanto, o fato é que a angústia é um estado de grande excitação emocional, podendo gerar inúmeras reações físicas.

Causas da Angústia

Sintomas da angústia: Causas, Sintomas, Tratamento e Prevenção

A busca constante por respostas pode gerar muita angústia. Geralmente, o ser humano é levado a sonhar com o emprego dos sonhos, a casa própria, a constituição de uma família, a busca pelo grande amor e demais objetivos que, muitas vezes, não consegue alcançar. É nessa hora que entram as crises existenciais, pois as respostas que buscamos nem sempre são imediatas.

A falta de capacidade de lidar com nossos próprios conflitos emocionais pode ser a maior causa dos sintomas da angústia. É preciso viver o presente, sem focar somente no futuro, por isso a ansiedade anda lado a lado com a angústia, sendo um grande agravante, uma vez que é desencadeada uma sensação de medo, insegurança e crises físicas angustiantes.

O sentimento de frustração e culpa pode estar relacionado a assuntos mal resolvidos, podendo também ser a causa da angústia. Dessa forma, é essencial identificar a situação desencadeadora do problema e buscar uma solução efetiva.

A angústia também pode ser causada por medos e fobias, que devem ser diagnosticados e tratados.

Como identificar os sintomas da Angustia

Os sintomas da angústia podem ser emocionais e físicos, não sendo difícil de identificá-los, especialmente porque se assemelham à depressão e às crises de ansiedade. São eles:

  • Inquietação e irritabilidade;
  • Preocupação exagerada com tudo;
  • Desânimo, apatia;
  • Dificuldades de dormir;
  • Problemas de concentração;
  • Dores de cabeça;
  • Pensamentos negativos;
  • Sensação de nó na garganta;
  • Dor no peito;
  • Taquicardia;
  • Dificuldade de respirar;
  • Tremores nas mãos;
  • Medo e ansiedade;
  • Dores musculares;
  • Frio na barriga.

Formas de tratamento da angústia

Sintomas da angústia: Causas, Sintomas, Tratamento e Prevenção

O primeiro passo para o tratamento é descobrir a causa. Atualmente, existem diversas formas de eliminar os sintomas, inclusive pala via medicamentosa.Entretanto, as terapias alternativas realizadas com terapeutas, psicoterapeutas e psicológicas também se mostram bastante eficazes para amenizar o problema.

Outras formas de tratamento da angústia são:

  • Fazer meditação, para aprender a controlar a respiração e substituir os pensamentos negativos pelos positivos;
  • Praticar atividade física diariamente, especialmente o alongamento corporal;
  • Dormir 8 horas por dia em um quarto escuro, longe de ruídos;
  • Adotar uma alimentação balanceada, especialmente no jantar.

Prevenção da angústia

Os sintomas da angústia estão muito presentes na sociedade de hoje, entretanto, é perfeitamente possível controlar esse problema, a fim de que ele não se torne um risco para a saúde emocional e física.

Pequenos hábitos diários podem ajudar no combate, entre eles:

  1. Não valorize demais os problemas – Todas as pessoas têm problemas, seja no trabalho ou na vida pessoal. No entanto, é preciso lidar com eles na hora certa, não levando eles com você por todos os lugares e aprendendo a deixá-los na hora certa;
  2. Estabeleça prioridades no seu dia – Se você tem 20 coisas para resolver e sabe que não vai dar tempo de fazer tudo, estabeleça as prioridades e realize 10. Não se esforce além da do limite, isso gera tensão, cansaço e angústia;
  3. Tenha momentos de lazer – Separe um momento do seu dia para você, seja para ver um filme ou simplesmente não fazer nada;
  4. Exercite-se mais – Estabeleça metas semanais para sua saúde, pois os sintomas de angústia tendem a reduzir com essa prática, especialmente com a meditação;
  5. Alimente-se melhor – O que você coloca na mesa pode estar interligado com as suas emoções. Priorize alimentos naturais e evite industrializados, especialmente aqueles à base de cafeína, que podem intensificar os sintomas da angústia.

Viva o presente! O excesso de futuro gera angústia e ansiedade. Caso não consiga lidar com os problemas sozinho(a), procure a ajuda de um profissional.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply