Rinoplastia – Como funciona o procedimento, dói? Exemplos de antes e depois

Rinoplastia é um tipo de cirurgia plástica. “Rino”, do grego “rhinos”, alude a nariz (como na palavra “rinoceronte”), e “plastia” refere-se a “cirurgia ou intervenção plástica ou reparadora”. O objetivo dessa intervenção cirúrgica é, portanto, corrigir aspectos estéticos do nariz, por exemplo, aumentando-lhe ou diminuindo-lhe o tamanho. Por isso, ela é popularmente chamada simplesmente de “cirurgia do nariz”.

Além de seus objetivos de caráter estético, a rinoplastia pode ser associada a procedimentos que, como a septoplastia (correção de desvio de septo), possuem objetivo funcional, ou seja, melhorar o funcionamento do sistema respiratório.

Levando-se em conta a importância atribuída ao nariz na composição da aparência de uma pessoa, não é difícil entender porque muitas pessoas recorrem à rinoplastia. O matemático, pensador e escritor francês Blaise Pascal chegou a escrever que, se o nariz de Cleópatra tivesse sido um pouco mais curto, o mundo teria tomado um rumo muito diferente.

Como é feita a rinoplastia

Basicamente, há duas técnicas que podem ser usadas para a realização da rinoplastia: uma delas é a rinoplastia aberta, também chamada de exorrinoplastia, e a outra é a rinoplastia fechada, também chamada de rinoplastiaendonasal.

Na técnica aberta, uma incisão de tamanho diminuto é feita na base do nariz, mais especificamente entre as narinas do paciente, e também são feitas incisões dentro das narinas.

Na técnica fechada, as incisões limitam-se ao interior das narinas do paciente. Como o cirurgião estará atuando, por assim dizer, às escuras por não contar com o benefício da visão – a pele do órgão olfativo não é erguida -, esse procedimento exige mais preparo do profissional. Entre as vantagens dessa técnica, contam-se o fato de tender a durar  menos o procedimento cirúrgico, a recuperação do paciente costumar ser ligeiramente mais rápida, a ausência de cicatriz aparente e a consistência do nariz ficar em geral mais natural do que na exorrinoplastia.

A rinoplastia aberta costuma ser especialmente recomendável nos casos em que se vá fazer necessário realizar grandes mudanças na ponta do nariz do paciente. Ainda assim, essas alterações podem ser realizadas também com a técnica fechada. Independente de quais alterações estejam planejadas, cabe ao cirurgião, baseado no seu tirocínio, decidir de que técnica lançará mão.

Quanto tempo demora a cirurgia?

Uma rinoplastiacostuma demorar cerca de duas horas. Tanto na rinoplastia aberta como na fechada, pode ser usada a anestesia geral (o remédio é aplicado na veia do paciente, que dorme e tem sua respiração auxiliada por aparelhos durante o procedimento) ou a anestesia local com sedação (o paciente dorme e não vê a aplicação do anestésico diretamente na região a ser operada).

Indicações e contraindicações da rinoplastia

A rinoplastia é indicada para as pessoas que desejam realizar correções no nariz, por exemplo, deixando-o mais  arrebitado, afinando as asas (regiões da ponta nasal que unem o lóbulo da ponta à pele do rosto) ou suavizar a giba nasal (chamado de calo ou osso nasal é a convexidade ou calombo causada pelo excesso de osso e/ou cartilagem – sua redução é, provavelmente, a causa mais comum de busca da rinoplastia).

Embora formato e dimensões do nariz possam ser modificados, há limites com relação ao que pode ser alcançado por meio de cirurgia. Assim, por exemplo, pessoas que desejam ter um nariz como o de seu astro ou sua estrela favorita devem ter em mente que isso pode não ser possível.

O resultado dependerá de fatores como tipo do tecido do nariz, tipo de rosto da pessoa – já que é necessário manter uma proporcionalidade entre rosto e nariz – e as necessidades do sistema respiratório.

A consulta com o cirurgião plástico deve ser aproveitada para que as dúvidas quanto ao procedimento e aos resultados que podem ser conseguidos sejam devidamente esclarecidas.

Apenas a partir dos 15 anos de idade, quando está concluído o desenvolvimento facial do indivíduo, é que se pode realizar a rinoplastia.

Gestantes e mulheres na fase de amamentação também não devem realizar o procedimento. Não existe “teto” de idade para realização do procedimento, mas, compreensivelmente, pacientes idosos podem apresentar problemas que tornem o procedimento arriscado demais. É contraindicado o procedimento para quem precisa de remédios anticoagulantes.

Acima de tudo, é bom lembrar que o histórico e as condições de saúde de cada candidato à rinoplastia devem ser examinados cuidadosamente.

Além dos exames que precedem qualquer cirurgia (avaliação cardiológica, exames de sangue, etc.), é comum que o médico solicite exames como a tomografia computadorizada e outros exames envolvendo imagens, para que ele possa conhecer melhor a estrutura do nariz do paciente. Quando cirurgias funcionais são associadas à rinoplastia, exames como Raio-X da face fazem-se necessários.

Como é feita a consulta pré-cirurgia

Há programas de computador em 3D que permitem que na foto do paciente se possa visualizar como deve, em linhas gerais, ficar o nariz depois do paciente. Esse “antes e depois” virtual é útil para que o paciente possa ter uma ideia de como deve ser o resultado, mas é importante entender que apenas fornece uma ideia vaga, não uma previsão cem por cento perfeita.

Que cuidados tomar antes do procedimento

Entre as exigências que a rinoplastia faz ao paciente estão o jejum de oito horas antes do procedimento e a suspensão do uso de anticoagulantes por pelo menos sete dias. Evidentemente, cabe ao médico responsável estabelecer exatamente quais cuidados devem ser tomados.

Período pós-operatório, recuperação da rinoplastia e cuidados

Os curativos costumam ser mantidos por uma média de quinze dias após o procedimento cirúrgico.

Durante metade desse tempo, o nariz é mantido imóvel com plástico enrijecido, que substituiu o gesso, anteriormente usado, por se fixar melhor, ser superior em matéria de higiene, poder ser molhado e adaptar-se melhor ao nariz do paciente.

Na metade restante dos quinze dias de praxe para manutenção dos curativos no nariz,dispensa-se a presença do plástico, bastando para fazer seu papel uma fita adesiva porosa.

Os primeiros sete dias depois da rinoplastia costumam ser marcados por uma respiração mais difícil devido à presença de coágulos nas narinas. O cirurgião pode indicar descongestionantes nasais para ajudar o paciente a atravessar esse período com mais facilidade.

Pelo menos nos sete dias que se seguem ao procedimento cirúrgico, é recomendável que a alimentação do paciente seja mais pastosa porque, devido a dores e inflamação na região operada, mastigar alimentos duros pode ser uma experiência um bocado desagradável.

Durante os sete primeiros dias após a realização da rinoplastia, o paciente deve guardar repouso absoluto. Nos oito dias seguintes a estes primeiros sete, deve guardar repouso pelo menosmoderado.

Depois dessa quinzena, o paciente pode ir retomando suas atividades e tarefas cotidianas – com a ressalva de que esforço físico e exercícios não são indicados até que tenham se passado uns três meses do procedimento.

Durante os sete primeiros dias que se seguem à rinoplastia, além de ser recomendável evitar deitar de bruços ou de lado (para diminuir as chances de choque do nariz com travesseiro, que pode causar dor ou inflamar a região), é melhor que o paciente durma com a cabeça apoiada em travesseiros que a deixem em uma posição mais elevada.

O motivo para a recomendação de manter a cabeça em posição elevada durante o sono é simples. Segundo o cirurgião plástico Esmail, nos primeiros sete dias após a rinoplastia, o sangramento é mais comum, e manter a cabeça mais elevada evita que o sangue chegue aos pulmões. Além disso, a posição facilita a respiração, inclusive bucal.

Para evitar que surjam manchas (especialmente se há cicatrizes visíveis), é indicado o uso rigoroso de protetor solar. Entre os outros cuidados que o paciente deve tomar durante o pós-operatório, deve-se mencionar não assoar o nariz, evitar abaixar a cabeça bruscamente. O uso de óculos só pode ser retomado após ser autorizado pelo médico.

A rinoplastia dói? Fica com cicatriz?

Geralmente, o período pós-operatório transcorre sem dores. Se elas aparecem, geralmente são do tipo que pode ser eliminado com o uso de analgésicos comuns. Hematomas costumam parecer, mas costumam ser absorvidos em menos de um mês.

Como as incisões exigidas pela rinoplastia são diminutas e feitas em lugares pouco expostos do corpo, as cicatrizes do procedimento costumam ser quase imperceptíveis.

Entre os procedimentos que podem ser usados para combater problemas de cicatrização que se manifestem depois do procedimento cirúrgico, podem ser mencionadas a aplicação de creme à base de corticoide no local da cicatriz, a injeção de corticoide.

Como surgiu o procedimento

Já fora do terreno das conjecturas, sabe-se que a preocupação estética com o nariz deve ser antiquíssima, pois há registros de  procedimentos para reconstruir narizes quebrados que datam de cerca de três milênios antes de Cristo. No século IV a.C, o médico romano Oribasius descreveu um procedimento para usar transplantes de tecido corporal do próprio paciente para corrigir a aparência de, entre outros órgãos, nariz danificado.

Apesar da antiguidade da existência de procedimentos para a correção de defeitos na aparência do nariz, as técnicas usadas para esse fim, indubitavelmente, evoluíram muito com o passar do tempo. Os conhecimentos modernos da anatomia e da fisiologia do nariz aumentaram poderosamente os recursos à disposição da cirurgia plástica para realizar mudanças no nariz.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Leave a Reply