Remédios que podem causar depressão

O efeito colateral oriundo de determinados remédios pode gerar a depressão, e uma das principais razões se resume na redução da produção de serotonina, este o hormônio responsável pela percepção do bem-estar. Mas isso não quer dizer que todos os indivíduos que ingerem tais remédios tenham depressão, já que este se caracteriza um efeito colateral de raridade.

E a interação de medicamento na situação da pessoa ingerir muitos remédios também pode gerar a depressão, e devido a isso, se houver dúvida, é dever a procura pelo médico que fez a prescrição dos medicamentos para que ele avalie a necessidade da sua utilização ou substituição pelos demais que não façam interação. Fique sempre atento aos sintomas da depressão quando em uso de medicamentos com alta intensidade no organismo.

Alguns Medicamentos que Podem Gerar a Depressão

Entre alguns remédios que podem gerar a depressão estão: o Prolopa, sendo o princípio ativo levodopa, indicado para controle de crises de epilepsia. O Gardenal com princípio ativo fenobarbital, indicado para tratamento de ansiedade e controle de epilepsia. Outro remédio é Xanax, sendo o princípio ativo alprazolam, com indicação para tratamento de insônia e relaxamento de músculos.

Ainda o Lopressor, sendo o princípio ativo metoprolol, indicado para controle de problemas cardíacos. O Ms Contin, de princípio ativo morfina, sendo indicado para alívio da dor. Outro medicamento é o Zocor, com princípio ativo sinvastatina, indicado para reduzir os valores de colesterol.

O Zyban, sendo o princípio ativo cloridrato de bupropriona, indicado para tratamento de depressão e complemento de tratamento contra tabagismo. E Zovirax, sendo o princípio ativo aciclovir, a indicação é para tratamento da zona e herpes. É importante ressaltar que nem todos pacientes enfrentam depressão depois de ingerir algum dos medicamentos citados.

No entanto na situação de o paciente mostrar sintomas da depressão, sendo exemplo choro fácil, tristeza profunda, a perda da energia, é dever fazer consulta ao médico que fez prescrição do medicamento para avaliar novamente a necessidade da própria utilização ou alterar o medicamento para outro que não vai gerar sintomas da depressão. Mais geradores possíveis da depressão fazem inclusão do luto, processo do divórcio, complicações financeiras ou o final da relação amorosa, de exemplos.

O Roacutan é considerado como salvador de vidas de adolescentes que sofrem com espinhas, sendo bom tratamento contra acne, mas que possui efeitos colaterais severos. Entre os efeitos colaterais se encontram convulsões, um tipo de pseudotumor cerebral, tentativa do suicídio, depressão, considerando somente os efeitos da ordem cerebral.

Roacutan se caracteriza denominação comercial do remédio, sendo o princípio ativo a isotretinoína. E tem fabricação por laboratório Roche. A isotretinoína trata-se de substância medicinal com derivação de vitamina A, utilizada de modo mais comum ao tratamento de acne severa, no entanto, que ainda pode ser aplicada em tratar mais enfermidades dermatológicas.

Acompanhamento Médico para Uso de Medicamentos

Os medicamentos são assunto sério e estes devem ser ingeridos toda vez com o acompanhamento do médico. Há situações em que a tentação é bastante grande ao parecer pílula mágica, que de modo suposto, pode solucionar todos os problemas de alguém.

Trata-se de Victoza, um remédio para diabetes que se tornou popular no caso de os médicos e pacientes enxergarem que este faz perder peso, muitos quilos em período pequeno de tempo, sem atividades físicas e de forma aparente, na ausência dos efeitos colaterais.

Porém é necessário ter cautela. As substâncias que podem auxiliar na melhora de uma região do corpo, em muitas vezes podem ser prejudiciais a outras. E assim o acompanhamento médico se mostra essencial a verificar se o organismo pode tolerar a substância, a dosagem a seguir, o período da utilização, se é necessário ingerir remédios para que sejam amenizados os efeitos do outro, e assim por diante.

Remédios para Depressão e Ansiedade

De modo irônico, determinados remédios, como os para depressão e ansiedade, que são usados ao alívio de enfermidades físicas e mentais debilitantes podem ter contribuição de modo efetivo, em relação à depressão. Barbitúricos utilizados ao retardo de funções cerebrais, geralmente prescritos à epilepsia e ansiedade.

E dois exemplos bastante populares de tal classe de medicamentos se resumem secobarbital e fenobarbital. E determinados benzodiazepínicos utilizados no tratamento de ansiedade e indução de relaxamento dos músculos, também apresentaram os idênticos efeitos colaterais de relato, a incluir Valium, Xanax, Klonopin e Halcion.

O interesse crescente em se livrar do tabagismo levou a desenvolver remédios antitabagismo, sendo que alguns passaram por investigação por FDA pelos relatos dos efeitos colaterais da depressão. O medicamento Chantix teve associação com sintomas da depressão e pensamentos de suicídio, e obrigando Pfizer, fabricante, para inclusão de advertências acerca de efeitos colaterais possíveis em rótulo do produto.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply