Remédio para Dor de Dente

A dor de dente é uma dor comum e que atinge a todos sem distinção de idade ou sexo. Ela pode ser de diversas intensidades, desde pequena, que incomoda um pouco, moderada, que dificulta a mastigar e/ou beber líquidos gelados/quentes, indo até dor extrema, que impede a fala, alimentação e diversas outras atividades do dia a dia.

Essa dor pode ter diversos motivos, as principais causas:

As causas da dor podem ser diversas, porém existem incríveis remédios e receitas caseiras que podem aliviar o incomodo e até mesmo acabar com ele. Veja abaixo algumas das que separamos que podem ajudar.

Remédio dor de dente

A dor no dente, na maioria dos casos, apresenta sintomas, como dor ao ingerir alimentos ou bebidas muito quentes ou frios; dor ao mastigar; sangramento na boca; inchaço ao redor dos dentes. Cada caso é especifico, a pessoa irá sentir a sua intensidade de dor e terá os seus sintomas. Porém esses são sinais comuns a dor de dente.

Alguns remédios são os mais indicados:

Paracetamol

Paracetamol destaqueO paracetamol é indicado para “o alívio temporário de dores leves a moderadas associadas a gripes e resfriados comuns, dor de cabeça, dor de dente, dor nas costas, dores leves relacionadas a artrites, dismenorreia e para a redução da febre.” Em sua própria bula há a recomendação de sua utilização em casos de dor de dente.

Esse remédio não precisa de receita médica, mas também deve ser tomado com atenção seguindo a posologia correta.

Comprimidos

  • Para adultos e crianças a partir de 12 anos: entre 500 a 100 mg/dose, com intervalo de 4 a 6 horas. Limite de 4 g em 24 horas.
  • Com 750 mg um comprimido, tomar de 3 a 5 vezes por dia. Limite de 5 comprimidos em doses fracionadas, em 24 horas.

Gotas

  • Adultos e crianças a partir de 12 anos, 35 a 55 gotas, 3 a 5 vezes por dia. Limite de 5 vezes em 24 horas.
  • Crianças abaixo de 12 anos, 1 gota por quilo, o limite é de 35 gotas por dose e deve ser repetida de 4 a 5 vezes por dia, com intervalo de 4 a 6 horas. Limite de 5 vezes em 24 horas.
  • Crianças abaixo de 11 kg ou 2 anos, o médico deve ser consultado antes do uso.

Os seus efeitos colaterais, apesar de raros, são possíveis:

  • Discrasias sanguíneas (agranulocitose, anemia hemolítica, neutropenia, leucopenia, pancitopenia e trombocitopenia);
  • Hepatite;
  • Hipoglicemia;
  • Icterícia;
  • Lesões eritematosas na pele e febre;
  • Hematúria ou urina turva, micção dificultosa ou dolorosa, diminuição brusca da quantidade de urina.

Ibuprofeno

Ibuprofeno dor de denteO ibuprofeno é indicado para “Febre e dores leves e moderadas, associadas a gripes e resfriados, dor de garganta, dor de cabeça, dor de dente, dor nas costas, cólicas menstruais, dores musculares e outras.” Assim como no caso do paracetamol, a própria bula recomenda o uso para dores de dente.

Esse medicamento não necessita de receita médica. E também faz parte da nossa lista de remédios mais recomendados para dor de dente.

A posologia correta dele é:

Comprimidos

  • Adultos e crianças acima de 12 anos: 1 comprimido em intervalo de 4 a 6 horas. Caso o sintoma não melhore com 1 comprimido, pode ser tomado 2 comprimidos. O limite é de 6 comprimidos em 24 horas.
  • Crianças com menos de 12 anos: não devem tomar, exceto, com orientação médica.

Gotas

O uso em crianças com menos de 2 anos deve ser feito com orientação médica.

Para ibuprofeno de 50 mg/ml:

  • Crianças a partir de 6 meses: 1 a 2 gotas/kg de peso, com intervalos de 6 a 8 horas. De 3 a 4 vezes por dia. O limite é de 40 gotas/dose.
  • Crianças com mais de 30 kg: não deve ultrapassar a dose máxima de 40 gotas.
  • Adultos: 40 gotas/dose, com limite de 4 doses em 24 horas.

Para ibuprofeno de 100 mg/ml:

  • Crianças a partir de 6 meses: 1 gota/kg de peso, com intervalos de 6 a 8 horas. De 3 a 4 vezes por dia. O limite é de 20 gotas/dose.
  • Crianças com mais de 30 kg: não deve ultrapassar a dose máxima de 20 gotas.
  • Adultos: para adultos a posologia pode variar de 200 mg (20 gotas) a 800 mg (80 gotas) dependendo de cada caso. Porém não deve ultrapassar o máximo de 3,200 mg.
Peso (Kg)Febre baixa ( <39ºC)Febre Alta ( >39°C)
5 kg5 gotas10 gotas
6 kg6 gotas12 gotas
7 kg7 gotas14 gotas
8 kg8 gotas16 gotas
9 kg9 gotas18 gotas
10 kg10 gotas20 gotas
11 kg11 gotas22 gotas
12 kg12 gotas24 gotas
13 kg13 gotas26 gotas
14 kg14 gotas28 gotas
15 kg15 gotas30 gotas
16 kg16 gotas32 gotas
17 kg17 gotas34 gotas
18 kg18 gotas36 gotas
19 kg19 gotas38 gotas
20 kg20 gotas 40 gotas

A partir dos 40 Kg, independente do peso, a dosagem é de 40 gotas/dose. A partir dos 20 Kg a dosagem de febre baixa continua a acrescentar uma gota a cada quilo adicionado. A dosagem para febre alta se mantém em 40 gotas.

*O máximo de gotas é de 40/dose.

Os principais efeitos colaterais são:

Dicas remédios dor de denteNa maior parte dos casos de origem gastrintestinal (náusea, vômito, dor epigástrica, desconforto abdominal, diarreia, constipação intestinal).

Podem ocorrer também: hipersensibilidade, inibição da agregação plaquetária ambliopia tóxica, elevação significativa da transaminase no soro, retenção de líquidos, insuficiência renal em pacientes desidratados, edema, linfopenia, anemia hemolítica, granulocitose, trombocitopenia, tontura, “rash” cutâneo, depressão e insônia.

Esses são os dois principais remédios para dor de dente. Lembrando que em certos casos é necessário o tratamento, por isso procure o seu dentista caso a dor permaneça por mais de 2 dias. Em situação de dor em outro local na boca, além dos dentes, procure a causa da dor, se você puder e na hora que conseguir, ir ao dentista.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (102 votes, average: 4,47 out of 5)
Loading...

Leave a Reply