Omeprazol – Para que Serve, Bula, Posologia, Efeitos Colaterais e Mais

O omeprazol é o medicamento mais usado quando o assunto são problemas e incômodos no estômago, muitas vezes conhecidos como úlceras gástrica, ciclos glandulares gástricos, duodenal e a famosa gastrite. Toda essa eficiência porque ele é um dos inibidores da bomba de prótons (IBP).

Os medicamento inibidores da bomba de prótons são responsáveis principalmente por impedir a produção do ácido clorídrico das células do estômago, o que reduz consideravelmente o nível de acidez estomacal, os sintomas podem ter a cicatrização de quase 100% após ser ministrado omeprazol.

De um modo geral, esses medicamentos inibidores cuidam de problemas relacionados à acidez e em doenças que afetam principalmente o estômago e sua sensibilidade, existem muitos medicamentos que têm como objetivo esses cuidados, porém o omeprazol é o mais indicado pelos médicos. Ele é apropriado ao tratamento de vários problemas gástricos, isso porque tem ótimos resultados dos efeitos obtidos em úlcera gástrica, esofagite e refluxo.

 

Conheça aqui as vantagens desse medicamento, contraindicações e posologia, veja se ele é o ideal para o seu problema. Sempre que houver qualquer anormalidade consulte um profissional da saúde, seu médico pode diagnosticar o problema e oferecer o melhor tratamento.

Para Que Serve o Omeprazol?

O omeprazol é um medicamento usado para problemas no estômago, como as úlceras pépticas benignas (gástrica e duodenal), esofagite de refluxo, síndrome de Zollinger-Ellison, hiperacidez gástrica e a erradicação da H. pylori, uma bactéria que está associada ao surgimento da gastrite.

Veja abaixo a lista de outras doenças que podem ser tratadas com esse medicamento, caso o seu médico te prescreva:

  • Dispepsia funcional (dor no estômago);
  • Hemorragia digestiva alta;
  • Prevenção de úlcera em pacientes que fazem uso contínuo ou tratamento prolongado de antibióticos, anti-inflamatórios ou internados.

Ele gera a proteção da mucosa do estômago, prevenindo danos ao duodeno e a parede do estômago, a inibição dessa acidez no organismo ajuda no processo de cura e cicatrização do local afetado.

Caso esteja tomando mais remédios é importante que seja de conhecimento de seu médico, para que não haja interações na administração dos componentes e causar reações adversas do omeprazol. Lembre-se também de nunca tomar uma quantidade maior da indicada pela bula ou pelo médico, pois tomar mais do que o recomendado pode facilitar o surgimento dos efeitos colaterais do omeprazol.

A Ação no Organismo

omeprazol-1Quando ingerimos qualquer comida ou engolimos algo, isso irá passar pelo processo de digestão que ocorre no nosso estômago, órgão extremamente ácido para que faça a desintegração e distribuição no organismo do que foi engolido.

É nesse momento que entram as células parietais, responsáveis por secretar essa produção de ácido e com mais de um bilhão de cópias, fazem todo o processo de produção dos ácidos por meio das bombas de prótons.

O omeprazol age diretamente na ação dessas bombas de prótons, provocando o seu não funcionamento, reduzindo cerca de 95% dos ácidos nessa região, o que só comprova ainda mais o porque ele é o preferido dos medicamentos para o tratamento da acidez no estômago.

Bula

Ao ler a bula, não somente do omeprazol, mas de qualquer outro medicamento, você encontra todas  as informações necessárias, como composição, efeitos colaterais, posologia e outras informações importantes, confira algumas delas abaixo:

Efeitos Colaterais do Omeprazol

O omeprazol, de um modo geral, não é prejudicial a saúde e os seus efeitos colaterais não são frequentes, porém  quando acontecem possuem intensidade leve.

Caso você tenha algum receio em tomar esse medicamento, procure o seu médico e lembre-se: só faça o uso desse remédio caso ele seja indicado por um profissional da área, procure não se automedicar.

Os efeitos colaterais que podem acontecer e foram observados em pacientes que fizeram o seu uso, são:

  • Cefaleia (dores de cabeça);
  • Astenia (diminuição da força);
  • Diarreia;
  • Gastroenterite;
  • Dores musculares;
  • Dor abdominal;
  • Enjoos;
  • Flatulência;
  • Vômitos;
  • Tontura;
  • Reações alérgicas;
  • Púrpura ou petéquias.

Ao perceber esses sintomas, o ideal é parar a ingestão do medicamento e procurar um médico para receitar novos remédios para o estômago, porém vale lembrar, que todos os efeitos colaterais citados acima têm uma incidência máxima de 7% nos usuários.

Em casos mais graves de uso contínuo e desregulado do medicamento, algumas das reações adversas registradas foram:

  • Insuficiência renal crônica;
  • Osteoporose;
  • Gastrite atrófica;
  • Baixa de magnésio no sangue, conhecida como hipomagnesemia;
  • Toxicidade hepática.

Há também o registro do aparecimento de cistos glandulares gástricos, em caso de uso excessivo desse medicamento, esses cistos podem ser de natureza benigna ou maligna.

Fique atento às reações alérgicas, veja se você não possui alergia a qualquer um dos componentes do omeprazol, para isso, consulte seu médico e converse com ele sobre seu organismo.

Posologia do Medicamento – Como Tomar

Os adultos devem consumir o omeprazol de 20 mg uma vez ao dia, preferencialmente no café manhã. O tempo de tratamento pode variar de 2 a 4 semanas para casos mais leves, como úlceras duodenais. E 4 a 8 semanas para úlceras gástricas e esofagite refluxo.

Em alguns casos é possível aumentar a quantia diária de omeprazol e dividir em doses menores ao longo do dia. Tomando duas cápsulas ao dia, uma no café da manhã e outra durante o jantar.

Para crianças maiores de 1 ano o recomendado para esofagite de refluxo é ingerir 10 mg em apenas uma dose diária, também no café da manhã.

omeprazol destaque

O ideal é que o comprimido seja ingerido com a ajuda de líquido. Se a criança já possui mais de 20 kg, é possível utilizar o omeprazol de 20 mg.

Para auxiliar a ingestão do medicamento por crianças, as cápsulas podem ser abertas e seu conteúdo pode ser misturado em algum líquido de sua preferência. Porém é importante que seja ingerido logo após ser misturado.

Variando o problema, o médico poderá recomendar que a dose aumente para 40 mg por dia.

É aconselhado que ele seja tomado no café do manhã, mas em jejum, dessa forma as células parietais do estômago têm o maior número de bombas de prótons, todas em repouso, o que as deixam mais aptas para a inibição.

O medicamento não pode ser mastigado nem triturado, o aconselhável é que seja ingerido com o auxílio de um copo de água ou seu pó misturado com algum líquido e assim, tomado.

Quando esquecer esse medicamento, tome a dose assim que lembrar. Se lembrar apenas no horário da próxima dose, pule o comprimido esquecido e continue o tratamento normalmente.

Seu preço geralmente gira em torno de R$ 20 até R$ 30, variando de acordo com a quantidade de comprimidos e qual a dosagem de cada um deles.

Contraindicações

Antes de ingerir qualquer medicamento, é preciso que você preste atenção às contraindicações, pois ele pode prejudicar mais ainda a sua saúde se ingerido em uma situação errada.

A única contra indicação do omeprazol é caso você tenha hipersensibilidade ao medicamento e a qualquer ingrediente da fórmula.

Pode Ser Ingerido na Gravidez?

Não há estudos que comprovam os malefícios ou benefícios do omeprazol para os bebês, pois não foram observadas crianças recém-nascidas fazerem o uso da substância. Porém as grávidas e lactantes só devem tomar esse remédio com prescrição médica.

É importante lembrar que qualquer medicamento deve ser ingerido por prescrição médica e qualquer efeito colateral é necessário voltar ao médico para trocar o remédio ou mexer na dose que está sendo administrada.

Grávidas e lactantes devem tomar ainda mais cuidado na ingestão de medicamentos, pois pode existir algum risco de saúde para o bebê.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (171 votes, average: 4,64 out of 5)
Loading...

4 Comments

  1. jose
  2. Adriana
  3. Luiz chagas
  4. Cleison Sousa

Leave a Reply