Neurocirurgião – O que faz, Principais procedimentos, Salário

O neurocirurgião é o profissional que atua na Neurocirurgia, uma especialidade médica, que tem como objetivo diagnosticar e tratar pessoas de qualquer idade que possuem doenças que atingem o sistema nervoso central e periférico.

Ou seja, esse médico lida com enfermidades que afetam o cérebro, a coluna, a medula e os nervos periféricos. Conheça mais sobre essa profissão, suas funções, procedimentos e sobre a sua formação.

Neurocirurgia – o que faz?

A palavra Neurocirurgia pode passar uma impressão errada da atuação do neurocirurgião, que indicaria que ele só age em casos em que há necessidade de intervenção cirúrgica. E não é bem assim.

O neurocirurgião também tem a responsabilidade de prevenir lesões e patologias, bem como fazer a avaliação dos pacientes e cuidar para que eles se reabilitem corretamente. Nessas situações, o neurocirurgião pode, se necessário, encaminhar o paciente para outros especialistas mais apropriados.

A Neurocirurgia tem contato direto com outras especialidades médicas, principalmente por conta da complexidade das patologias e da importância de uma abordagem integral do paciente. Por isso, a Neurocirurgia tem relação com a Neurologia, Reumatologia, Psiquiatria, Oncologia, Endocrinologia, Radiologia, entre outras profissões.

Os neurocirurgiões têm funções específicas na prevenção, no diagnóstico, na avaliação e no tratamento de doenças do sistema nervoso – dessa forma, eles são bem mais do que simples cirurgiões do cérebro.

A Neurocirurgia presta atividades no atendimento emergencial e na reabilitação de doenças neurológicas. São exemplos de doenças que são tratadas pelo neurocirurgião:

  • Doenças vasculares, como aneurisma e obstrução arterial;
  • Traumas crânio-encefálicos;
  • Traumas na coluna vertebral;
  • Dor crônica na coluna;
  • Hérnia de disco;
  • Hidrocefalia;
  • Doença de Parkinson;
  • Epilepsia;
  • Transtornos da psique;
  • Síndrome do Túnel do Carpo.

Um neurocirurgião ainda pode intervir em situações de:

  • Tumores do encéfalo e da caixa óssea craniana, assim como aqueles que acometem a coluna;
  • Inserção e remoção de próteses na coluna espinhal e no crânio;
  • Deformações congênitas no crânio, além de afundamentos e falhas ósseas;
  • Dores crônicas diversas, que exigem intervenção cirúrgica.

O dia a dia de um neurocirurgião pode dividir-se entre consultas ambulatoriais, visitas em enfermarias e leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Os procedimentos cirúrgicos fazem parte da especialidade, que contam com a tecnologia como um fator decisivo e positivo para salvar muitas vidas.

neurocirurgião o que faz

Principais procedimentos e exames da Neurocirurgia

Durante uma consulta com um médico neurocirurgião, o paciente passa por uma anamnese, ou seja, é uma entrevista inicial sobre o histórico de saúde da pessoa, que visa procurar detalhes para melhor diagnosticar o problema.

Exames clínicos poderão ser feitos, sendo que os principais são as análises de sinais vitais, de força, de equilíbrio e de reflexo.

Dependendo, o neurocirurgião irá solicitar exames complementares, que serão muito úteis para confirmar a patologia. São eles:

Dependendo do que o paciente apresentar, o neurocirurgião pode prescrever medicações para o tratamento, em especial remédios que têm como finalidade corrigir os desequilíbrios bioquímicos do sistema nervoso, de modo que ocorra o restabelecimento das funções nervosas, físicas e psíquicas. Além desses, alguns medicamentos antipsicóticos e anticonvulsivantes podem ser recomendados também.

Portanto, percebe-se que, nem sempre, há exigência de procedimento cirúrgico para tratar alguma patologia relacionada à Neurocirurgia.

Formação e salário do neurocirurgião

A formação em Neurocirurgia envolve a formação na faculdade de Medicina, que dura, em média, seis anos e, posteriormente, a Residência Médica, que pode durar entre cinco a sete anos, sendo treinado para a área de Neurocirurgia Geral, em que há prática clínica e cirúrgica.

O tempo de formação é longo por conta do enredamento do sistema nervoso e as próprias técnicas avançadas que existem para serem usadas nas cirurgias.

O neurocirurgião deve estar sempre atualizado com as novidades da área, para proporcionar maior qualidade de vida e bem-estar ao paciente.

O salário médio desse profissional figura em R$35.000,00, mas pode variar entre R$27.000,00 a R$ 51.000,00. A remuneração médica pode ser diferenciada por conta de certos fatores, como o tempo de experiência do médico, o local de trabalho e a região do Brasil. Mas, de qualquer forma, neurocirurgia (já falamos sobre ela aqui) é uma área muito atraente e interessante no lado financeiro. 

neurocirurgião formação e salário

Quando procurar um neurocirurgião?

Embora pareça confuso definir quando é necessário procurar um neurocirurgião, a resposta em si não é difícil. A avaliação com um neurocirurgião deve ser feita quando há a presença de sintomas neurológicos.

Mas, então, quais seriam esses sintomas? Confira:

  • Dor de cabeça (cefaleia);
  • Dor na coluna;
  • Dormência/formigamento;
  • Esquecimento;
  • Fraqueza;
  • Perda de sensibilidade;
  • Sensação de “choque”;
  • Tontura;
  • Tremores;
  • Visão dupla.

Com uma análise precisa e com os exames, o neurocirurgião pode descartar (ou não) a possibilidade de tratamento cirúrgico de algumas doenças.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply