Lombalgia: o que é, sintomas e cuidados.

Lombalgia é o termo médico que indica a dor na região lombar, isto é, na região mais baixa da coluna, próxima à bacia. Assim, é conhecida como “dor nas costas”, não se caracterizando como uma doença, mas sim uma condição dolorosa, que afeta mais de 2 milhões de pessoas no Brasil.

Na maioria das vezes, o problema não é sério, sendo, geralmente, causada por má postura, tendo, também, causas mais complexas. Descubra-as agora!

  • Principais causas;
  • Sintomas da lombalgia;
  • Tratamento;
  • Prevenção.

Vamos lá?

Lombalgia: por que ela ocorre?

Lombalgia: o que é, sintomas e cuidados.

Em algumas pessoas, a dor característica da lombalgia pode se estender para as pernas, provocando dormência ou não. De todo modo, ela se difere em dois tipos:

  1. Aguda: é o chamado “mau jeito” – quadro que pode durar entre 4 a 6 semanas, aparecendo subitamente por conta de algum esforço físico;
  2. Crônica: a dor pode não ser tão intensa como no tipo agudo, porém ela é quase permanente, ou seja, raramente cessa.

A dor aguda ocorre com maior frequência na população mais jovem, enquanto que a crônica afeta os mais velhos (embora ela possa ocorrer em qualquer idade, principalmente se a fase aguda evoluir para a crônica).

Como comentado, a lombalgia tem sua causa – em grande parte dos casos relatados – no problema postural, ou seja, quando a pessoa tem uma má posição para sentar, deitar, abaixar ou mesmo carregar algum objeto pesado.

Outras vezes, a lombalgia pode ser ocasionada por:

  • Artrose (degeneração de uma articulação);
  • Envelhecimento;
  • Escorregamento de vértebra;
  • Excesso de peso;
  • Execução errada de exercícios (prática de esportes sem acompanhamento profissional);
  • Falta de exercícios regulares (sedentarismo);
  • Hérnia de disco;
  • Lesões esportivas;
  • Infecção;
  • Inflamação;
  • Osteoporose.

Problemas emocionais também podem provocar lombalgia, principalmente a ansiedade e depressão.

Quais os sintomas da lombalgia?

Em geral, ela se define pela dor constante na região lombar. Porém, outros sintomas e outras condições que podem identifica-la são:

Buscar ajuda médica ao se deparar com esses sintomas é de suma importância, em especial se eles duram mais de 6 semanas ou se você sofreu algum acidente.

Na realidade, a lombalgia é diagnosticada pela boa conversa com o profissional de saúde e por meio de exame físico. O profissional ortopedista, de confiança e capacitado, pode solicitar um exame de imagem (radiografia simples), a fim de tirar quaisquer dúvidas referentes à sua condição.

Você ainda pode passar por um clínico geral que, posteriormente, irá fazer o encaminhamento para um médico especialista, por exemplo, o ortopedista. Tudo depende do diagnóstico e do tratamento a ser indicado para cada situação.

Como tratar a lombalgia?

Lombalgia: o que é, sintomas e cuidados.

Tanto a lombalgia aguda como a crônica possuem tratamento e cura. O que muda são as recomendações para cada condição de saúde.

Muitos casos se recuperam sem qualquer intervenção, ou seja, de maneira espontânea ao longo do tempo. O médico pode trazer algumas orientações relacionadas a medicações ou procedimentos, para aliviar a dor (principal objetivo do tratamento), que, por consequência, irá melhorar a habilidade funcional e prevenir que se torne um problema crônico.

São exemplos de tratamentos:

  • Acupuntura;
  • Alongamento;
  • Fisioterapia;
  • Hidroginástica;
  • Hidroterapia;
  • Ioga;
  • Massagem terapêutica;
  • Meditação;
  • Musculação (desde que tenha um profissional realizando o acompanhamento, para não piorar o quadro);
  • Natação;
  • Pilates;
  • Quiropraxia;
  • RPG (Recuperação Postural Global);
  • Uso de analgésicos e anti-inflamatórios, aliados a corticoides e relaxantes musculares.

O tratamento cirúrgico para hérnia de disco é necessário em pacientes que passam por crises repetidasem curtos espaços de tempo ou quando apresentam alterações esfincterianas (como perda de controle para urinar e defecar).

Lombalgia: como se prevenir?

Uma lombalgia aguda pode se tornar crônica quando não se tomam certos cuidados. Se você já sofre com lombalgia ou tem interesse em se prevenir no desenvolvimento de uma dor, que tal adotar algumas dicas simples?

  1. Corrija sua postura – tanto no seu trabalho, quanto estudo;
  2. Pratique exercícios físicos regulares e apropriados para a sua condição de saúde;
  3. Evite carregar peso;
  4. Não permaneça curvado(a) por muito tempo;
  5. Abaixe-se corretamente no chão, dobrando os joelhos e não a coluna;
  6. Alimente-se de maneira equilibrada e saudável;
  7. Cuide para não ter sobrepeso;
  8. Diga não ao tabagismo;
  9. Evite o uso de salto muito alto ou de sapatos que não forneçam um bom suporte;
  10. Use um colchão que não seja tão duro, nem tão mole.

Busque sempre ajuda profissional, para garantir o diagnóstico e o tratamento correto. Lembre-se: lombalgia pode incapacitar e afetar a sua qualidade de vida!

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply