Insônia – Causas, Remédios e Tratamento caseiro. Saiba o que fazer

Não pegar no sono à noite ou não suprir a necessidade de 6 a 8 horas de sono por dia é um problema que afeta cerca de 40% da população, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A insônia possui tipificações, que são estabelecidas de acordo com a duração e intensidade do transtorno. A mais comum é a insônia intermitente, que ocorre ocasionalmente e possibilita um sono revigorante para a pessoa quando não está presente. A mais perigosa é a insônia crônica, pois acontece por um período de tempo muito longo, que pode acarretar em riscos à saúde.

A insônia transiente, que dura apenas alguns dias e pode chegar, no máximo, a três semanas, necessita de tratamentos via remédios; já a crônica pode durar mais de três semanas. Por último, existe a intermitente, que é aquela de curta duração, mas que acontece numa variação de tempo. Neste caso, acontece somente quando há picos de stress ou então crises de ansiedade.

insonia remédios caseiros

Causas da insônia

Além da alimentação, outras causas para a insônia podem envolver problemas neurológicos, emocionais e ambientais. Mas, isso só pode ser diagnosticado por um profissional da área.

Algumas clínicas têm se especializado em tratar distúrbios como esse, fazendo exames pré e pós-sono – são as chamadas “Clínicas do Sono”. Alguns pacientes são convidados a participar de uma noite assistida, na qual dormem em quartos que serão monitorados por médicos, para que sejam diagnosticados com maior precisão.

A psicóloga Kerolen Monteiro explica que a maioria dos distúrbios do sono merecem atenção, pois, as vezes, são indicativos de outras doenças até mais graves. “Devemos aprender que nosso corpo nos dá sinais dos mais variados sobre suas condições, sendo que o sono também é um indicativo de saúde. A insônia pode apontar para muitas doenças, então é necessário que a pessoa nessa condição procure orientação médica, relate a sua situação e faça os exames para prevenir e tratar o problema”, explica a especialista.

Algumas doenças que podem ser relacionadas à insônia são diabetes, depressão, problemas respiratórios, entre muitas outras. A insônia não tem idade nem gênero – afeta mulheres, homens, idosos, crianças e, até mesmo, bebês. É importante que os pais estejam atentos, no caso das crianças e que os adultos sejam abertos à procura por ajuda.

insônia causas

Estresse é a principal causa

Segundo a pesquisa Estresse nos Estados Unidos, da Associação Americana de Psicologia (APA), 43% dos adultos dizem que o estresse os faz ficar acordados à noite, e mais de 50% dos adultos relatam sentirem-se lentos ou preguiçosos depois de uma noite de pouco sono.

Quando em estado de estresse, a mente fica cheia de pensamentos em vez de desligar. Isso causa a inibição de funções importantes envolvidas na memória, na reparação muscular e no humor. Quando não dormimos o suficiente, a imunidade também diminui. Pessoas que experimentam estresse constantemente são mais vulneráveis a sofrer com insônia, e cada fator de estresse adicional aumenta o risco do distúrbio em 19%, segundo pesquisa recente, publicada em “SLEEP”.

Sintomas

  • Dificuldade de adormecer;
  • Despertar durante a noite;
  • Não se sentir descansado após uma noite de sono;
  • Cansaço ou sonolência durante o dia;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade de concentração;
  • Dor de cabeça (localizada e/ou recorrente);
  • Problemas gastrointestinais (diarreia, constipação, ânsia de vômito, etc.).

Remédios para insônia

Felizmente, insônia tem cura. Após reconhecer suas causas, é hora de buscar o tratamento ideal para o seu caso, sendo que, em algumas situações, remédios serão prescritos para auxílio a curto, médio ou longo prazo.

No entanto, as vezes, apenas algumas mudanças de hábitos já podem auxiliar. Talvez buscar a terapia possa te auxiliar em casos nos quais o transtorno se dá por questões psíquicas, sejam elas ansiedade, depressão ou afins. Há, também, métodos como relaxamento por meio de hipnose, meditação ou tratamentos naturais, os quais se baseiam em ervas medicinais em cápsulas ou em chás para auxiliar no descanso noturno.

Os principais nomes comerciais de remédios para insônia são:

  • Lexotan
  • Bromazepan
  • Rivotril
  • Lorax
  • Frontal
  • Buspar

O uso de remédios para a insônia deve ser controlado, uma vez que estudos provam a relação deles com decorrência de problemas de memória e concentração.

remédios para insônia

Tratamento caseiro – O que fazer?

  • Ao acordar para ir ao banheiro de madrugada, não acenda a luz, pois ela estimula o cérebro e acaba com a produção do hormônio do sono, a melatonina. Caso tenha dificuldade para enxergar à noite, utilize uma lanterna com luz vermelha;
  • Adicione alimentos ricos em aminoácidos triptofanos, exemplo: arroz integral, aveia, amêndoas e gergelim. Além disso, alimentos verdes, ovo e banana também estimulam o sono;
  • Alguns chás podem ter efeito imediato, como o de camomila e maracujá;
  • Evite academia à noite – o ideal é ir de dia ou optar por exercícios mais leves, como pilates e alongamentos;
  • Evite assistir filmes de terror, aventuras e noticiários com reportagens ruins;
  • Não tome banho gelado antes de dormir;
  • Utilize o óculos “blue rayblocker” bloqueador do raio azul, pois ele estimula a produção do hormônio do sono.

Se estas dicas não bastarem pra te dar mais qualidade ao sono, então é hora de procurar a opinião de um médico. Muitas vezes, é recomendável o uso de remédios pontuais, para ajudar nos dias em que pegar no sono de forma natural é impossível.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply