Hepatite C – Doença que acomete o fígado tem cura e não tem sintomas

A hepatite C é uma doença viral, causada pelo vírus HCV, sua principal consequência são doenças hepáticas, como a cirrose e inflamações no fígado. A destruição do fígado ocorre de forma muito lenta e assintomática, é normal que os pacientes só descubram a doença cerca de 10 a 20 anos após a infecção.

O sangue contaminado é a forma mais comum de transmissão. O vírus se espalha pelo organismo acometendo principalmente o fígado, pois elimina toxinas danosas no momento da filtração do sangue. Ela pode evoluir e se transformar em uma doença crônica. Cerca de 20% dos participantes conseguem se livrar do vírus enquanto o restante precisa lidar com a infecção para o resto da vida.

Como se pega hepatite C

Como se pega Hepatite C?

A principal forma de transmissão da hepatite C é contato com sangue ou secreções sexuais. Ela é uma doença altamente contagiosa por essas vias e é considerada uma doença sexualmente transmissível (DST).

  • Transfusões de sangue;
  • Relações sexuais desprotegidas por camisinha;
  • Contato mínimo com o sangue (escova de dente, aparelhos de barbear, cortadores de unha e qualquer objeto pessoal que possa conter pequenos volumes de sangue);
  • Transplante de órgãos;
  • Hemodiálise;
  • Colocação de piercings e tatuagens não devidamente esterilizados;
  • Da mãe para o filho por meio do parto normal;
  • Compartilhamento de seringas e uso de drogas injetáveis.

consequencias hepatite CA transmissão do vírus da hepatite C pelo sangue tem um poder de contagio bem maior do que o do HIV, por isso a transmissão da doença pode acontecer de uma pessoa para a outra, de forma despercebida e sem sintomas aparentes.

Ao mesmo tempo em que o vírus da AIDS causou grande alvoroço global, era o momento que mais pacientes foram infectados por meio de transfusões de sangue. Acredita-se que na década de 1990, cerca de 10% das bolsas de sangue estavam contaminadas com o vírus. Milhares de pessoas dessa geração, hoje estão na fase avançada da doença.

Atualmente, as políticas de transfusões sanguíneas e análise do sangue para compartilhamento mudou e consegue-se taxas de contaminação por essas vias muito baixas. Estima-se que é 1 caso de contaminação para cada 1.9 milhões de transfusões no mundo.

hepatite C tem cura

Sintomas da hepatite C

sintomas da hepatite CA hepatite C só passa a apresentar sintomas quando está na fase aguda e mais avançada. A melhor forma de se diagnosticar é com exames de sangue anuais, principalmente para pessoas que se mantiveram vulneráveis ou mantiveram relações sexuais sem proteção de camisinha. Nesse caso, o fígado já apresenta alguma complicação mais séria e tem como os principais sinais de contaminação:

  • Mal estar;
  • Icterícia;
  • Náuseas e vômitos;
  • Comichão pelo corpo;
  • Cansaço intenso;
  • Dor abdominal;
  • Dor no fígado (abaixo das costelas);
  • Febre;
  • Perda de apetite;
  • Urina escura;
  • Sangramento no esôfago;
  • Perda de peso;
  • Depressão;
  • Dor muscular.

Nos exames de sangue o diagnóstico é feito pela análise das enzimas hepáticas TGHO e TGP, que se tiverem muito altas apresentam possibilidades da doença. A maioria dos pacientes contaminados (70%) não têm nenhum sintoma.

O uso excessivo de bebida alcoólica, ingerir muitos medicamentos e ter sido infectado após os 40 anos fazem com que a doença seja mais agressiva ao fígado e crie infecções mais rápidas do que aqueles contaminados ainda na juventude, e que mantêm hábitos de vida saudáveis.

Tratamento

O tratamento da hepatite C geralmente é feito diretamente por meio de remédios antivirais como Ledispavir, Sofosbuvir e outros. O problema é que muitos dos pacientes que descobrem a doença já desenvolveram a cirrose hepática e o órgão se torna tão frágil que não pode mais receber medicamentos, somente transplante.

A hepatite C tem cura, embora em valores baixos de sucesso. A cura espontânea do organismo só acontece quando o vírus continua indetectável no sangue por 6 meses após o fim do tratamento. Quando o diagnóstico é precoce a chance de cura é de 90% por meio de medicação antiviral.

tratamento hepatite C

Quem possui a doença deve evitar o uso excessivo de medicamentos e principalmente de bebida alcoólica ? a principal causadora da cirrose hepática e do câncer de fígado.

Mesmo após os casos de transplante de fígado não dá para saber se haverá cura total do organismo, uma vez que o vírus pode permanecer na corrente sanguínea.

Ao contrário da hepatite B e hepatite A, a tipo C não existe vacinação e por isso é sempre necessário cuidado na vida sexual e na esterilização no uso de equipamentos compartilhados.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (8 votes, average: 4,88 out of 5)
Loading...