Gripe: O que é? Como se pega? Sintomas e Mais

Caracterizada como uma infecção do sistema respiratório, a gripe (que também é conhecida como influenza) pode ser considerada uma das enfermidades mais comuns do mundo e que todos os anos atinge milhares de pessoas. A doença é capaz de provocar diferentes complicações ao organismo, desde febre alta até mesmo o risco de transformá-la em uma pneumonia, sendo algo muito grave.

Contagiosa, a enfermidade exige um cuidado maior por parte dos pacientes, no intuito de garantir que não contagiem as outras pessoas.

A gripe inicia a partir de uma febre alta, seguida pelas dores no corpo (dores musculares), além de dores na garganta, dor de cabeça e tosse seca. Por isso a gripe seria de fato uma enfermidade diferente do resfriado – não tendo motivos para confundi-los.

Diferença entre gripe e resfriado

Os sintomas da gripe costumam durar de 2 até 7 dias, mas para não a confunda com um simples resfriado, confira outros detalhes sobre ela abaixo.

As pessoas costumam confundir a gripe com o resfriado, mas na verdade ocorre que essas enfermidades são completamente diferentes, e prova maior disso são os seus sintomas. A gripe costuma ter sintomas mais intensos e que, realmente, tendem atrapalhar a rotina das pessoas como, por exemplo, a febre alta – que os médicos afirmam que seria quando a temperatura corporal está acima de 38ºC.

A gripe passa a ser um pouco mais complicada, sendo inclusive contagiosa, o que exige maior cuidado tanto das pessoas que foram diagnosticadas com essa enfermidade, quanto as pessoas que convivem com os infectados. Afinal, trata-se de uma enfermidade com sintomas críticos e que também gera complicações ao não ser tratada adequadamente, como o desenvolvimento de uma pneumonia.

Além disso, essa enfermidade também pode originar a bronquite, a pleurisia e a sinusite, doenças que se tornam muito mais comuns em períodos mais frios, por conta do número de vírus que ficam expostos pelos ambientes fechados – sendo os vírus que causam a gripe e posteriormente podem originar essas doenças, as quais são tidas como complicações e que merecem uma atenção médica maior.

Os principais sintomas da Gripe

Os primeiros sintomas da gripe costumam aparecer entre o segundo e terceiro dia que fora contagiado pela doença, e logo de primeira a pessoa começa sentir um mal-estar fora do normal, que por sinal costuma ser descrito por pacientes como um “atropelamento”, já que as dores no corpo acabam limitando todos os seus movimentos, seguido principalmente pelo mal-estar que tira a sua energia.

A verdade é que quando a pessoa é contagiada pela gripe ela vive dias tensos e, que a princípio, limita a energia do corpo, não dando força suficiente para que se faça ações comuns da rotina. Assim, é preciso tratá-la com atenção, pois quando ela não é combatida de forma eficiente, as complicações começam a ser notadas – principalmente a sinusite e bronquite (que são as mais comuns).

Os sintomas da gripe podem ser poucos comparados com outras enfermidades, e é preciso entender que não são todas as pessoas que os desenvolvem, sendo por isso que muitas vezes confundem a doença com um simples resfriado. Mas para evitar uma confusão, confira na lista quais os principais sintomas da gripe.

Principais tratamentos e prevenção da Gripe

O tratamento da gripe começa com o combate aos sintomas, pois tecnicamente não existe um programa contra a doença que tenha sido considerado eficiente – no caso, cem por cento de que a gripe vá embora. Por essa razão, diversos médicos indicam o uso de analgésicos e antitérmicos, para alívio de dor e febre.

Fora isso, é recomendado que o paciente evite esforço físico, além de exposição a friagem. É preciso descansar o máximo que puder, assim pode combater esses sintomas da gripe e evitar, inclusive, que a doença seja transmitida para outras pessoas – sendo isso uma maneira de auxiliar na prevenção.

Já a prevenção mais eficiente é a vacina da influenza, que todos os anos passa a ser oferecida pelo governo para as pessoas – em primeiro para as que são consideradas de risco, como crianças e terceira idade, e depois para o restante da população. Além disso, evitar o contato com pessoas que estejam gripadas é considerado uma prevenção – que não é tão eficiente, mas que te ajuda a evitar.

Previna-se contra a gripe, mas ao notar seus sintomas busque pelo tratamento.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply