Estresse: tudo que você precisa saber! Causas e Como Evitar

O estresse se caracteriza por uma situação em que o excesso de estímulos perturba o equilíbrio corporal, causando efeitos nos mais diversos sistemas.

Os sintomas serão causados pela liberação de acetilcolina – uma substância produzida pelo cérebro que prepara o organismo para situações de perigo, provocando:

  • Aumento da respiração;
  • Aumento dos batimentos cardíacos (taquicardia);
  • Palidez;
  • Suor excessivo;
  • Estado de alerta.

Atualmente, ele faz parte da rotina da maioria das pessoas que vivem sob constantes estímulos: trânsito, competições no mercado de trabalho, problemas financeiros, necessidade de compra, etc.

Quando acontece ocasionalmente não traz tantos prejuízos. O problema é quando o estresse começa a fazer parte da rotina, podendo acarretar diversos problemas que você conhecerá a seguir.

Como acontece?

Como já lhe dissemos, existem diversos estímulos “estressores” que provocam a liberação da adrenalina no organismo, de modo a preparar o seu corpo para enfrentar da melhor forma essa situação.

Porém quando o estresse ocorre rotineiramente, os sintomas provocados também se tornarão rotina, podendo acarretar diversos prejuízos para a saúde:

  • Hipertensão: o aumento da pressão sanguínea (popularmente conhecida como “pressão alta” pode ser consequência do estresse demasiado).
  • Maior chance de infartos: relacionado com o tópico anterior, a alteração do funcionamento do coração e sistema vascular aumentam as chances de infartos.
  • Insônia: o fato do corpo permanecer em um constante estado de alerta, provoca a perda de sono. Isso impede que o indivíduo descanse de forma adequada, interferindo diretamente no humor, ânimo e disposição.
  • Acarreta em distúrbios mentais: a depressão e a ansiedade podem ser decorrentes do excesso de estresse. A presença de fatores desencadeantes é essencial para o desenvolvimento dessas doenças.
  • Gastrites e úlceras: elas podem tanto se desenvolverem sob situação de estresse, como também se agravar nesses quadros. Isso ocorre pelo excesso da liberação de sucos gástricos, que acaba por destruir a parede do estômago.
  • Imunidade baixa: o indivíduo ficará mais suscetível à gripes, infecções e outras doenças que costumam lutar contra o sistema imune, que estará debilitado.

Como evitar o estresse?

Sabemos que algumas situações são inevitáveis no dia a dia, e sem querer, elas acabam estressando e causando esses prejuízos para o bem estar e para a saúde. Porém existem algumas medidas simples que podem te ajudar a se estressar menos:

  • Prática de exercício físico: toda e qualquer atividade física libera endorfina, o chamado hormônio da felicidade. Além disso, será um momento de distração, ideal para que você se esqueça de todos os problemas.
  • Dar prioridade aos momentos de lazer: nunca dispense os seus momentos de folga e busque sempre tê-los ao lado das pessoas que você gosta.
  • Faça uma horta em sua casa: lidar com a terra é um fator extremamente desestressante. Além disso, tendo uma horta em sua casa você consumirá produtos super saudáveis.
  • Trabalhe com as mãos: mesmo que não tenha nenhum dom, busque dedicar-se a alguma atividade artesanal que lhe cause prazer – pintura, bordado, costura, etc.
  • Tenha a música em sua vida: diversos estudos comprovaram que a música tem um poder impressionante no cérebro, e pode aliviar as tensões do dia a dia. Se não sabe tocar nenhum instrumento nem cantar, pode vivenciá-la apreciando artistas que goste.

Quando se preocupar?

A situação estará agravada quando você tiver mais momentos estressantes que felizes. Você poderá identificar essa situação antes mesmo do aparecimento de doenças graves, basta ficar atento a alguns sintomas:

  • Perda excessiva de cabelo;
  • Problemas com o sono;
  • Cansaço demasiado;
  • Incompreensão;
  • Irritabilidade;
  • Tonturas;
  • Tensão constante.

Qual ajuda devo buscar para me livrar do Estresse?

A partir do aparecimento dos sintomas anteriores, é preciso que uma ajuda seja buscada! Existem diversas formas de fazê-lo:

  • Buscar apoio na família e amigos: desabafar quase sempre ajuda. Sendo assim, mantenha bons relacionamentos com essas pessoas.
  • Ajuda de psicólogos: se apenas desabafar não responder, busque o auxílio de um psicólogo. Ele te ajudará a identificar o fator desencadeante, poderá indicar terapias, uma mudança no estilo de vida e até mesmo um encaminhamento, se necessário.
  • Auxílio médico: o profissional que costuma tratar esse tipo de problema é o psiquiatra, e geralmente será buscado após indicação de outro profissional da saúde. Ele poderá receitar remédios e aliá-los a outras medidas preventivas, que já foram mencionadas anteriormente.

Não deixe que o estresse tome conta da sua vida, e busque ajuda imediatamente!

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Leave a Reply