Enjoo: O Que Pode Ser? Quais as Situações Causam Enjoo?

O enjoo é uma reclamação frequente em consultórios médicos, mas, nem sempre, a pessoa que o sente dá muita atenção. É justamente aí que está o perigo: esse sintoma pode indicar o início de uma doença, e tratá-la de imediato é fundamental, para evitar complicações.

Mas, afinal, como se caracteriza o enjoo e quais são os principais motivos que levam uma pessoa a senti-lo? Para sanar essas dúvidas, preparamos um guia completo sobre o assunto. Confira!

Como identificar o enjoo

Todo enjoo caracteriza-se por provocar uma sensação intensa e desagradável de náusea, vômito e desconforto estomacal. Há algumas pessoas que sentem outros sintomas concomitantemente, como vertigem, mal-estar físico, respiração alterada e suor frio.

Principais situações que podem causar enjoo

Enjoo: O Que Pode Ser? Quais as Situações Causam Enjoo?

Curiosamente, a sensação de enjoo é provocada por uma série de situações e, em alguns casos, pode indicar a presença de uma doença. Saiba, aqui, o que causa isso:

Distúrbios psicológicos

Ansiedade, depressão, estresse e nervosismo, distúrbios psicológicos – tão comuns atualmente – proporcionam sensação de enjoo, além de outros sintomas físicos, como taquicardia e diarreia.

Se estiver em constante situação de pressão, ansiedade ou depressão, procure controlar suas emoções e, se precisar, procurar a ajuda de um especialista, como o psicólogo.

Comer muito

É preciso saber escutar seu corpo, ao fazer suas refeições diárias, evitando comer mais que o necessário. O motivo é simples: quando a quantidade de alimentos ingerida é grande, o estômago não é esvaziado rapidamente, o que provoca o enjoo. Por isso, evite a gula, o que também ajudará a prevenir a obesidade.

Esforço físico intenso

Realizar esforço físico intenso e constante faz com que haja um aumento na produção de ácido lático pelos músculos, substância que é transportada e acumulada no sangue.

O organismo entende essa maior quantidade de ácido como algo perigoso e tenta promover uma desintoxicação natural por meio do vômito. Por isso, é comum ter enjoo após realizar esforço físico.

Dor de cabeça e enxaqueca

O enjoo anda lado a lado com a dor de cabeça e a enxaqueca, especialmente quando esses problemas forem provocados pelo consumo de alimentos. Muitas vezes, tratando a dor/cefaleia já é possível livrar-se da náusea.

Intolerância e intoxicação alimentar

Quem tem intolerância à lactose e ao glúten sempre enfrenta enjoos, assim como pessoas que consumiram alimentos infectados e estão passando por uma intoxicação alimentar.

Labirintite

O enjoo é um dos principais sintomas da labirintite, que é uma inflamação do ouvido ou dos nervos de conexão com o cérebro. Além da náusea, também há outros sintomas, como a vertigem e a perda auditiva.

Uso de medicamentos

Existem alguns medicamentos que provocam enjoo como efeito colateral. A razão disso é que os princípios ativos desses fármacos alteram o revestimento do estômago, levando à náusea.

Doenças no trato digestivo

Gastrite, refluxo, gastroenterite, cálculo na vesícula, pancreatite e hepatite são alguns exemplos de doenças que atingem o trato digestivo e deixam a temida sensação de enjoo.

Nestes casos, o problema instala-se cerca de meia hora depois da refeição, quando os alimentos estão em processo digestivo. Se o sintoma for recorrente, procure um gastroenterologista para tratá-lo.

Problemas cardíacos

O enjoo é um sintoma frequente que pode indicar que algo está errado com seu coração. Muitas vezes, a náusea antecede um quadro de insuficiência cardíaca ou infarto, por exemplo.

Uma dica boa para saber se isso está associado a problemas cardíacos é notar se há outros sintomas, como dor no peito e dificuldade para respirar. Em caso positivo, consulte um cardiologista.

Gravidez

Durante a gestação, a mulher torna-se hipersensível, em todos os sentidos, fazendo com que tenha enjoo mais facilmente. Além disso, a elevação hormonal que ocorre reduz a capacidade de esvaziamento do estômago, gerando a náusea.

O que fazer ao sentir enjoo constantemente

O primeiro passo é identificar em que situação esse sintoma surge. Para isso, mudar hábitos de vida, como alimentar-se melhor e mudar comportamentos emocionais, ajudará a eliminar o problema.

Se mesmo assim o enjoo não for embora, a melhor saída é procurar um médico, para identificar se o caso está diretamente relacionado a outro problema de saúde. Assim, será possível trata corretamente, logo no início, minimizando o risco de agravamentos.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply