Cúrcuma ou Açafrão – Para que serve? Veja as propriedades e benefícios

Você já ouviu falar sobre cúrcuma? Então, que tal pelo nome de açafrão-da-terra, açafrão-da-índia ou gengibre amarelo? Todos esses nomes equivalem à mesma especiaria originária da planta Curcuma longa, da Índia e do Sudoeste da Ásia.

Naquelas regiões, a cúrcuma sempre foi o ingrediente responsável para dar sabor aos pratos. E na parte ocidental não é diferente: a cúrcuma tornou-se bem popular por suas propriedades e seus benefícios.

Saiba mais sobre essa planta herbácea, se todos podem consumi-la e muitas outras informações importantes!

Propriedades e benefícios da Cúrcuma

A cúrcuma é rica em diversos minerais e em diversas vitaminas, sendo um tempero especial para a sua alimentação. O que se pode destacar como principal é o potássio, sendo este responsável pelo controle da pressão arterial e prevenção de derrames.

Mas, além disso, a cúrcuma é fonte de vitamina C e B6 – a primeira muito conhecida por favorecer o sistema imunológico, enquanto que a vitamina B6 tem suas vantagens associadas ao cérebro.

A cúrcuma ainda possui:

  • Cálcio;
  • Ferro;
  • Fibras solúveis;
  • Gordura;
  • Magnésio;
  • Manganês;
  • Proteínas.

Curcumina é o nome de um composto químico presente na cúrcuma, que promove a cor amarela intensa desta planta, com atuação antioxidante e anti-inflamatória.

curcuma para que serve

Com essas propriedades, é possível afirmar que a cúrcuma possui inúmeros benefícios para a saúde. A lista abaixo surpreende:

  • Acelera a cicatrização;
  • Age no metabolismo das gorduras, facilitando a perda de peso;
  • Ajuda na acne, na psoríase e outros problemas de pele;
  • Auxilia no controle do diabetes;
  • Combate a depressão;
  • Combate o envelhecimento precoce;
  • Combate vários tipos de câncer, como o de próstata, mama, pâncreas e pele;
  • Controla a oleosidade da pele, proporcionando um brilho saudável;
  • Desintoxica o fígado;
  • Diminui a chance de ocorrência de metástase em vários tumores;
  • Diminui o risco de leucemia e mieloma múltiplo;
  • Evita a oxidação do colesterol no organismo, fazendo com que ele não danifique os vasos sanguíneos e acumule as placas endurecidas, que podem provocar um derrame ou ataque cardíaco;
  • Neutraliza os radicais livres;
  • Possui ação analgésica, antisséptica e antibacteriana;
  • Previne a doença de Alzheimer e a esclerose múltipla;
  • Reduz a inflamação da artrite, assim como seus sintomas claros: rigidez matinal, edema (inchaço) edor;
  • Trata doenças degenerativas cerebrais (como Parkinson e Alzheimer), podendo reparar o cérebro após uma lesão;
  • Trata problemas digestivos.

Utilizar essa especiaria todos os dias pode causar incríveis mudanças na sua saúde. Isso já está bem claro, mas o que falta entender é como se deve consumir a cúrcuma, se há contraindicações no seu uso e onde você a encontra!

Como usar e consumir a cúrcuma?

Você pode se deparar com a cúrcuma em forma de raiz inteira, em cápsulas ou mesmo em pó.

Caso opte pela raiz, saiba que a recomendação é utilizar uma ou duas rodelas por dia. Porém, caso escolha o pó de cúrcuma, a orientação é uma colher de chá, isto é, cerca de 5 gramas (ainda mais se você tem algum problema de saúde). Em pessoas saudáveis, o uso pode ser de até 8 gramas, apesar de que muitos a utilizam conforme acham conveniente, mas sempre prezando pelo bom senso.

O uso da cúrcuma traz muitas opções – a raiz inteira, por exemplo, pode ser utilizada em sucos, saladas (ralando-a) ou na preparação de alguns pratos.

Já o tempero em pó, que é a escolha mais comum das pessoas, pode ser usado à vontade em sopas, biscoitos, pães, omeletes, tapiocas, na preparação de carnes e, até mesmo, em sucos. Só não é indicado que você utilize na salada, polvilhado, pois pode oferecer risco de engasgos.

Em cápsulas, a cúrcuma terá suas indicações de ingestão conforme o farmacêutico.

cúrcuma como usar

Contraindicações e cuidados com a cúrcuma

Mesmo com as suas vantagens para o organismo, a cúrcuma tem algumas contraindicações, principalmente se o consumo for feito sem orientação médica. Isso, portanto, vale para as mulheres grávidas, pois a cúrcuma pode ocasionar estimulação do útero e do fluxo menstrual.

Além disso, quem sofre com úlceras gástricas ou obstrução das vias biliares deve evitar o uso da cúrcuma.

Alergia a essa especiaria também é uma contraindicação ao seu uso.

Se você possui dúvidas sobre iniciar um tratamento natural que envolva a cúrcuma, procure um nutricionista para entender como ela pode ser incluída em sua dieta e nas formas que ela poderá atuar sobre alguma doença que você sofre.

Você encontra a cúrcuma em lojas de produtos naturais, mas lembre-se de verificar a credibilidade do local e, é claro, sua validade, pois a dica é sempre adquirir o mais fresco possível, a fim de garantir ainda mais os benefícios da curcumina.

Para as cápsulas, procure uma loja de manipulações e solicite a dosagem desejada e a quantidade de cápsulas, de acordo com o que foi lhe passado pelo nutricionista.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply