Corrimento branco: quais as causas, o tratamento e os cuidados

O corrimento vaginal é muito comum na vida de qualquer mulher, já que é algo natural, liberado para manter a lubrificação vaginal. Porém, quando o corrimento acontece em grande quantidade, ou quando há alterações em sua coloração ou seu cheiro, pode ser sinal de algum problema.

Quando a secreção é branca ou transparente e não possui cheiro, é provável que não represente nada de errado. Mas, o corrimento branco, acompanhado de odor forte e outros sintomas, como coceira e vermelhidão, pode significar alguma doença ou infecção. Entenda:

Corrimento branco

Corrimento branco: quais são as causas, tratamento e cuidados.

O corrimento branco pode apresentar diferentes características, dependendo de suas causas. Ele pode ter um aspecto leitoso, mais fluido e sem cheiro – o que é normal – ou estar relacionado aos hormônios. É um tipo de corrimento comum entre as mulheres que tomam anticoncepcional, podendo aparecer também durante a ovulação, no fim do período menstrual ou como indicação de uma gravidez.

Outro tipo de corrimento branco é o espesso, podendo ser até um pouco grudento. Além disso, ele pode vir acompanhado de um cheiro forte e desagradável. Este é o corrimento branco, que pode representar algum problema, devendo ser analisado por um ginecologista.

Causas

As causas do corrimento branco, que podem representar problemas, são determinados problemas em si. As mais comuns são:

Já o corrimento branco que não está relacionado a doenças pode ser causado por:

Como identificar

Corrimento branco: quais são as causas, tratamento e cuidados.

Para identificar o corrimento branco, é preciso ficar atenta à sua roupa íntima. Caso perceba que a calcinha está um pouco molhada ou com uma secreção acumulada, verifique seu cheiro e sua textura.

Além disso, é preciso ficar atenta aos sintomas que podem acompanhar o corrimento. Procure uma ginecologista o mais rápido possível, caso perceba sinais como:

  • Ardência ao urinar;
  • Vermelhidão;
  • Coceira;
  • Dores durante as relações sexuais.

Tratamentos

O tratamento vai depender da causa do corrimento branco. Se o problema for candidíase, por exemplo, o tratamento se dá por meio de antifúngicos, que podem ser tomados via oral ou aplicados na região. Já se o problema for bacteriano, como uma vaginose, é preciso realizar um tratamento com antibióticos.

Ou seja, não há um tratamento específico para o corrimento, já que ele, em si, não é um problema. O corrimento é apenas o sintoma de alguma doença ou infecção, então, para acabar com ele, é preciso tratar a sua causa. Por isso, ao perceber uma secreção anormal, um cheiro estranho ou outros sintomas, procure um ginecologista, o mais rápido possível.

Prevenção

Para evitar o corrimento, é preciso prevenir os problemas que podem causá-los, ou seja, as doenças fúngicas, bacterianas e DSTs.

Para isso, algumas práticas recomendadas são:

  • Visitar o ginecologista, pelo menos, uma vez ao ano, mesmo quando não identificar nenhum problema;
  • Sempre usar preservativos, ao ter relações sexuais;
  • Não usar roupas íntimas molhadas ou úmidas;
  • Evitar calças e shorts muito apertados;
  • Lavar a região íntima com sabonete adequado;
  • Dormir sem calcinha;
  • Não usar lenços umedecidos ou papel higiênico com perfume.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply