Colecistectomia – cirurgia para tirar a vesícula biliar – todas as informações aqui

A colecistectomia é o nome de uma cirurgia feita para retirar a vesícula biliar, devido a possíveis complicações causadas durante a vida. Ainda em desenvolvimento, essa operação tem diferentes formas de ser feita e o paciente tem o direito de escolher como quiser.

Atualmente ela é realizada através de micro incisões no abdômen ou por orifícios naturais do corpo humano, com o auxílio da vídeo endoscopia, dessa forma não há cicatrizes aparentes, uma vantagem muito boa para pacientes que não gostam de ter marcas no corpo.

Como a maioria das cirurgias, é necessário ter um cuidado especial, como a preparação antes e depois da operação, auxiliada pelo médico responsável para que tudo ocorra da melhor forma possível e sem complicações, tanto na cirurgia quanto no pós-operatório.

Quando Operar

A colecistectomia é realizada quando há um diagnóstico feito através de exames específicos.

A vesícula biliar armazena a bile, substância produzida pelo fígado. Após as refeições feitas durante o dia a vesícula biliar sofre estímulos que fazem com que a bile seja expelida para o intestino e auxilie na digestão, principalmente de gorduras.

A cirurgia é feita na vesícula biliar para a retirada de inflamações, pedras, colecistite aguda, câncer de vesícula e outras doenças. O diagnóstico geralmente é feito por ultrassonografia ou exames com imagens, após isso o paciente deve consultar seu médico para analisar os exames.

O gastroenterologista é o especialista responsável por analisar todas as questões que envolvem o sistema digestivo do corpo humano e também é o médico que diagnostica, avalia, trata e realiza a cirurgia de colecistectomia, por isso deve ser procurado por pacientes que sofrem com doenças que atacam a vesícula biliar.

As pessoas devem procurar o gastroenterologista quando sentirem sintomas que lhe fazem mal. A colecistectomia pode ser feita em pacientes que têm alguns sintomas específicos, como dores frequentes e que acabam atrapalhando a rotina do indivíduo.

Além disso, pacientes que têm um histórico familiar de doenças causadas no fígado ou alguma condição específica que complique a vesícula biliar, devem ir ao gastroenterologista regularmente para prevenção de doenças e consequentemente da colecistectomia.

Pós Operatório

Algumas informações são essenciais para que o paciente tenha mais confiança e segurança ao fazer a cirurgia.

Os cuidados tomados pelos pacientes que irão fazer essa cirurgia devem ser feitos antes e após o processo cirúrgico. São poucos e simples, porém de grande importância e recomendado pelos médicos para que nada saia do planejado.

Antes da operação deve haver um preparo feito pelo médico, como exames de sangue, ultrassom abdominal, eletrocardiograma, para analisar o coração e se há presença de cálculos nos canais da vesícula, além disso, o paciente deve ficar em jejum durante 8 horas no dia anterior da operação.

Em alguns casos a cirurgia pode mudar de rumo e tornar-se uma colecistectomia aberta, sendo mais invasiva. Isso ocorre quando o médico não está seguro em relação à cirurgia e necessita de mais detalhes para não danificar órgãos importantes.

No dia da cirurgia o paciente deve assinar uma autorização para realização e assim seguir para a operação com toda a equipe médica necessária. Após isso o paciente retornará ao seu quarto para observação e recuperação.

O pós-operatório deve ser seguido à risca, pois é tão importante quanto a cirurgia. A alimentação deve ser preferencialmente feita por alimentos leves e de fácil digestão, o esforço físico deve ser o mínimo possível por pelo menos uma semana, mas pode mudar dependendo da situação do paciente.

Riscos e Cirurgia

Toda operação possui riscos, essa não é diferente. O risco mais sério que pode acontecer é danificar o ducto cístico, pois está muito perto da vesícula e assim o médico deve abrir uma pouco mais a incisão para mais detalhes.

A cirurgia dura em média quarenta minutos, dependendo do andamento e de possíveis complicações. Durante a recuperação deve haver o retorno ao médico responsável pela operação para analisar a cicatrização e a saúde dos órgãos.

Enfim, a colecistectomia é uma cirurgia para tirar a vesícula biliar e deve ser feita quando há problemas relacionados a esse órgão e necessita de um diagnóstico feito por um gastroenterologista. Os cuidados devem ser seguidos e o pós-operatório feito com atenção para que a cirurgia seja um sucesso.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (18 votes, average: 4,17 out of 5)
Loading...

Leave a Reply