Cirurgia de hiperidrose (suor excessivo) – Preço, Como fazer no SUS?

O suor excessivo é chamado de hiperidrose e atinge cerca de 1% da população mundial. Afeta, geralmente, regiões como rosto, cabeça, pescoço, mãos, axilas, nádegas, coxas, virilha e pés. Além do sofrimento psicológico causado por situações de constrangimento, a condição também pode causar problemas dermatológicos.

Apesar de ainda não serem conhecidas as causas dessa condição, há tratamentos clínicos temporários com anticolinérgicos, soluções antitranspirantes e a toxina botulínica (botox), capazes de diminuir o suor em casos menos graves da doença.

Porém, nos casos graves em que tratamentos clínicos não surtiram efeito, a cirurgia de hiperidrose (simpatectomia) pode ser o caminho.A boa notícia é que, nestes casos, a cirurgia pode ser realizada pelo SUS.

cirurgia de hiperidrose como é feita

Passo a passo para requerer a cirurgia pelo SUS

Antes de tudo, é recomendado que se tenha o Cartão do SUS em mãos. É possível consegui-lo levando seus documentos pessoais (RG, CPF e certidão de casamento ou nascimento) na Unidade básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência.

cirurgia de hiperdrose no SUSCom o Cartão, você poderá realizar os passos seguintes:

  • Marque uma consulta com um clínico geral em uma UBS ou em um hospital público – É o clínico geral que irá encaminhá-lo para o médico especialista;
  • Com o encaminhamento, você poderá retornar à UBS e marcar uma consulta com um médico especialista, que poderá ser um dermatologista ou um endocrinologista – são eles que irão solicitar exames e analisar se será necessário o procedimento cirúrgico ou não;
  • Caso seja necessária a cirurgia, o médico especialista irá fazer a solicitação, que será encaminhada para autorização ou não do procedimento cirúrgico – o AIH (Autorização de Internação Hospitalar);
  • Autorizado o procedimento cirúrgico e com o documento AIH e os documentos pessoais (RG, CPF e Cartão do SUS) em mãos, faz-se o agendamento do procedimento e entra-se oficialmente para a fila de espera de cirurgias eletivas.

Duas observações são importantes:

  • Um médico especialista particular também pode solicitar o procedimento cirúrgico para o SUS. Caso tenha condições, é possível pular a consulta com o clínico e diminuir a espera pela consulta com um especialista;
  • A espera para a realização da cirurgia demora, em média, de um a dois anos, mas dependerá muito se existem hospitais que fazem o procedimento em sua cidade e da quantidade de pessoas atendidas.

Como é feita a cirurgia de Hiperidrose

A cirurgia de hiperidrose é denominada de simpatectomia e é realizada por um cirurgião torácico. Ela consiste no corte ou clipagem do nervo simpático.

A diferença é que o corte é definitivo e no método de clipagem do nervoo procedimento tem grandes chances de poder ser revertido, caso o paciente não fique satisfeito com o resultado da cirurgia.

A cirurgia é realizada com o paciente anestesiado. São feitos dois pequenos cortes na região da axila e abaixo do peito, de ambos os lados, e de forma minimamente invasiva. Por meio de videotoracoscopia, o nervo simpático é alcançado e o procedimento é realizado.

Na fase pós-operatória, o paciente pode apresentar dores nas costas, dificuldade em respirar e tosse. Mas, de modo geral, a recuperação costuma ser rápida – o tempo de afastamento das atividades habituais e dos exercícios físicos não é longo, em média 1 semana.

cirurgia de suor excessivo preço

Benefícios e riscos do procedimento

No geral, a cirurgia de hiperidrose traz bons resultados, sendo capaz de eliminar e reduzir o suor excessivo das mãos, pés, axilas, face, couro cabeludo, pescoço e região lombar. Traz uma melhor qualidade de vida ao paciente e diminui problemas dermatológicos ligados ao suor excessivo.

O principal risco do procedimento é o surgimento da hiperidrose compensatória, ou também conhecido como rebote – isso significa o surgimento de sudorese em outras regiões do corpo que antes não apresentavam o problema, geralmente abdome e coxas. A incidência do efeito rebote é entre 30% a 80% dos pacientes submetidos ao procedimento cirúrgico.

Porém, na maioria das vezes, essa sudorese compensatória é tolerável e menos grave que a hiperidrose original, tanto que o nível de satisfação dos pacientes submetidos à simparatectomia é alto. A maioria relata uma melhora na qualidade de vida, após o procedimento.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply