Transtorno Bipolar e Depressão – Conheça as condições e aprenda a diferença entre elas.

As duas doenças afetam a forma de como o indivíduo se sente e enxerga o mundo e são facilmente confundidas. Quando não bem diagnosticada, pode ocorrer equívocos  e os transtornos serem erroneamente tratados. Assim não apresentam a eficácia necessária.

É importante saber que a bipolaridade causa picos de euforia e tristeza, com uma variação de humor que pode ocorrer até sem motivos aparentes. Enquanto a depressão se caracteriza apenas pela fase depressiva. Conheça os sintomas de cada uma delas:

Bipolaridade

A bipolaridade é facilmente confundida com outros transtornos mentais, principalmente com a depressão. Isso porque é mais comum que os paciente procurem ajuda médica quando se encontram na fase depressiva do transtorno. Além do mais, só pode ser diagnosticada a bipolaridade quando se passaram pelo menos três episódios depressivos.

O traço mais característico é a alternância de humor. Entre uma fase de tristeza e outra, o paciente apresenta períodos de euforia (ou mania). Porém, essa fase de melhora pode ocorrer apenas após algum tempo, ficando difícil diagnosticar se o problema se trata de uma depressão, depressão decorrente ou transtorno bipolar.

Quando a pessoa bipolar está passando pela fase de euforia, podem apresentar sentimentos muito sutis. Sendo assim, ela pode passar despercebida.

Ele age como se não tivesse um controle propriamente dito dos seus atos. Há uma alternância entre atitudes racionais e emocionais bem marcada. Pra a pessoa bipolar, é difícil controlar seus pensamentos, atos e emoções. Por isso que vive alternando entre um estado e outro tão distintos.

transtorno bipolar

Eles podem até ter atitudes que façam os outros acreditarem nele, impondo controle e mostrando estar usando a razão. O problema é que tudo desaba logo em seguida. Então, novamente agem impulsivamente e demonstram a falta de controle sobre eles mesmos.

Ainda é possível no meio de suas crises pender para um dos lados instintivos do ser humano. O bipolar pode apresentar sintomas de preocupação exagerada com sua saúde e necessidades básicas. Outra possibilidade é se deixar tomar pela ira e agressividade, brigando por qualquer motivo.

Quando está descontrolado e deixa que seus sentimentos, razão ou instintos o guiem, ele sente como se estivesse indo para algum lugar e se sente eufórico, como se pudesse tudo. Até esquecem e negam que já estiveram em uma fase depressiva.  Após não conseguirem o que queriam, vem a fase da tristeza. O problema é que muitas nem eles sabem o que querem.

Após passarem um tempo se sentindo para baixo, refletem um pouco sobre a vida e se sentem capazes e todo poderosos. Aí começa todo o ciclo desde o início.

Para o bipolar, falta limites. É difícil fazer escolhas corretamente. É por esse motivo que uma hora se sentem incríveis e capazes de tudo. Logo em seguida eles ficam desmotivados, incapazes e pra baixo.

Depressão

Diferente da Bipolaridade, ela é marcada por perda de energia e pensamentos de que a vida não vale a pena. O depressivo deixa que os sentimentos controlem sua vida, deixando de lado a razão e até mesmo seus instintos. Ele não passa por fases de euforia. Pode até apresentar uma melhora superficial, mas ainda assim se sente triste quando está um pouco mais ativo.

depressão

Uma pessoa com depressão até consegue usar a sua razão. Ela consegue entender perfeitamente uma situação, mas na hora de agir falta energia e forças. Ele vive em um estado mórbido mais constante.

Mesmo quando está mais feliz, sempre há uma pontinha de tristeza lá no fundo. Ele sabe que está tentando levar uma vida normal, mas não consegue deixar para lá esse sentimento.

É resultado de algum trauma do passado o qual não foi superado. O que resultará em tristeza, frustração, desanimo, angústia e desmotivação. Viver frequentemente com esse sentimento traz a sensação de que não somos capazes de superá-los.

A depressão abala a auto-estima e até mesmo traz sintomas físicos como fadiga e cansaço. Pode haver a perda ou aumento de apetite, irritabilidade, diminuição do desejo sexual, sentimentos de culpa e incapacidade. Muitas vezes pode vir acompanhada juntamente com pensamentos suicidas.

Tratamento

É importante um diagnóstico correto, pois ambos os transtornos devem ser tratados de maneira diferente. O uso de medicamentos errados pode fazer que uma nova fase de mania surja no bipolar e não vai ser efetiva para o depressivo.

Para bipolaridade, normalmente é utilizado altas doses de lítio no organismo. Ao regular a substância o paciente poderá ter uma maior controle de suas emoções, instintos e racionalidade.

Já para quem está em depressão, dificilmente o tratamento com lítio vai apresentar resultados. O tratamento é feito pelos neurotransmissores.


O Conteúdo Foi Útil? Deixe seu Voto!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Leave a Reply