Teste de alergia: como funciona? Veja aqui!

Teste de alergia é o nome dado ao tipo de exame de diagnóstico que fornece informações precisas sobre a existência de alergias ou não em um determinado indivíduo. Seu objetivo é identificar qual é a substância que é vista como um invasor pelo organismo e um modo de melhorar a vida de quem tem certo problema alérgico.

Quando o sistema imunológico reage de maneira exagerada em relação a certa substância, ele produzirá anticorpos conhecidos como Imunoglobulina E (IgE).

Entenda sobre as seguintes situações hoje:

  1. Como funciona o teste de alergia,
  2. Alergias mais comuns,
  3. Importância de saber se há alergia ou não.

E outros detalhes relevantes! Siga tudo isso agora mesmo.

Teste de alergia: como funciona?

Embora o exame de sangue para determinar uma alergia seja o mais comum, existe outras formas de descobrir se existe algum componente que provoca sintomas alérgicos em uma pessoa.

Nesse caso, o teste de alergia cutâneo é um dos mais indicados. Chamado de Prick Test, este teste visa buscar qualquer substância que causa sensibilidade ao paciente.

Como ele funciona:

  • O teste é feito na região volar do antebraço (aquela parte em que se costuma não ter pelos),
  • Ali, pinga-se uma gota de controle negativo (que há ausência de pápula, elevação circunscrita da pele, com consistência sólida de tamanho menor de um centímetro de diâmetro e que não produz cicatriz), uma gota de controle positivo (que é a histamina) e uma gota do extrato suspeito,
  • Uma pequena puntura é feita na pele no local da gota que está representada pelo extrato suspeito.

A leitura do resultado é imediata, em geral demora-se uns 15 minutos para sair o resultado. Com base no tamanho da reação de pápula e vermelhidão que se formaram, entende-se a resposta do paciente com o extrato alergênico testado.

O teste de alergia também pode acontecer de outras duas formas:

  1. Teste cutâneo intradérmico, e
  2. Teste de contato.

O teste cutâneo intradérmico é uma forma em que se injeta os alérgenos através de agulhas bem finas nas primeiras camadas da pele do paciente.

Já o teste de contato (ou patch test) é o exame utilizado quando há suspeitas de dermatite de contato ou dermatite atópica – doenças que normalmente fazem aparecer eczemas na pele. Este é o principal teste para identificar as substâncias (os contactantes) que causam alergia na pele.

Este teste funciona com os contactantes a serem testados de maneira direta sobre a pele dos pacientes por 48 horas.

Alergias: Quais são as mais comuns?

As alergias são as reações de hipersensibilidade do organismo após a exposição de um determinado antígeno (aquela substância estranha que entrou no nosso corpo). A alergia ocorre geneticamente, em pessoa suscetíveis e que estão previamente sensibilizadas.

Conheça quais são as alergias mais comuns:

  1. Rinite: doença inflamatória da mucosa nasal ocasionada quando uma pessoa alérgica respira alguma substância que provoca alergia.

Em geral, a rinite tem como sintomas a secreção nasal ou narinas entupidas, congestão nasal e espirros em salva.

A rinite é causada com maior frequência pela exposição do ácaro da poeira domiciliar, pólens das árvores, plantas e gramas, além do mofo (fungos do ar) e de animais de estimação (em especial cães e gatos).

  1. Urticária: erupção cutânea que tem como característica o prurido (coceira) e a aparição ou urticária em qualquer região do corpo, que podem desaparecer em questão de minutos ou horas.

Como causas principais, tem-se reações alérgicas a medicamentos, alimentos e picadas de insetos, entre outros.

  1. Alergia alimentar: o organismo apresenta uma resposta exagerada em relação a determinada substância existente nos alimentos.

Muitos estudos determinaram que existe um grupo de 8 alimentos que se responsabilizam por 80 a 90% das reações alérgicas alimentares. São:

  • Leite de vaca;
  • Ovo;
  • Trigo;
  • Soja;
  • Amendoim;
  • Castanhas (nozes, amêndoas, pistache, avelã);
  • Peixes;
  • Frutos do mar.

Inferior a 1%, há alergias a aditivos alimentares, como a corantes, conservantes, estabilizantes, etc.

De toda forma, a alergia alimentar pode ocorrer logo após a ingestão do alimento, após a inalação ou ao contato com a pele. Os sintomas principais aparecem imediatamente (em poucos minutos e na primeira hora após).

As manifestações são variadas dependendo de cada pessoa, do tipo de alimento que desencadeou a alergia alimentar e do próprio mecanismo fisiopatológico. Infelizmente, esse tipo de reação pode acontecer em qualquer idade, sendo grave e fatal, muitas vezes.

Ainda, com estas 3 alergias muito comuns, podemos deixar listadas aqui outras que podem estar acometendo você (e talvez você nem saiba!):

Sempre deve-se consultar um médico a partir de quaisquer sintomas.

Teste de alergia e sua importância

Você pode fazer parte dos milhares de pessoas que sofrem com algum tipo de alergia e pode nem saber disso.

Independentemente de sua dúvida ser acerca de uma alergia alimentar, alergia a medicação, insetos, pelos de animais, seja lá o que for, é fundamental que se identifique o causador deste problema alérgico através dos testes de alergia por meio de clínicas e especialistas.

O resultado pode até lhe surpreender, mas o ponto principal é que você, após descobrir qual é o fator alérgeno, procure adotar uma nova vida que se adeque a suas necessidades, tratando desse problema da melhor forma possível, sem demais complicações.


O Conteúdo Foi Útil? Deixe seu Voto!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply