Remédio caseiro para gordura no fígado – Veja os sintomas e como tratar

Esteatose hepática pode não lhe parecer familiar, mas provavelmente você conhece a expressão “gordura no fígado”, não é mesmo? O acúmulo de ácidos graxos neste órgão começa a dificultar suas funções habituais e necessita de tratamento para não causar problemas graves no futuro. A gordura no fígado passa a ser preocupante quando a gordura passa a ser 5% a 10% do peso total do órgão.

Se você faz parte dos mais de 2 milhões de casos por ano só no Brasil que são diagnosticados com gordura no fígado precisa saber as formas corretas de evitar este acúmulo e garantir a sua saúde. Isso pode ser conquistado com algumas simples técnicas naturais. Confira aqui.

Principais causas

A gordura no fígado ou esteatose hepática pode ser dividida em dois tipos, pois há uma causa muito significativa:

  • Esteatose hepática alcoólica: quando há abuso na ingestão de bebidas alcoólicas,
  • Esteatose hepática não alcoólica: quando não há histórico de ingestão de álcool, sendo causada por outros quadros.

Sendo assim, a gordura do fígado é muito frequente em pessoas que sofrem com o alcoolismo ou naquelas que fazem uso em demasia da bebida.

gordura no fígado tratamento

É claro que descartando esse fator, você pode ter esteatose hepática por outra razão. Conheça-as:

  • Diabetes,
  • Efeitos colaterais de certas medicações, como é o caso de aspirina, esteroides, tamoxifeno, antirretrovirais, corticoides, etc.,
  • Sobrepeso,
  • Obesidade,
  • Hepatites virais,
  • Resistência à insulina,
  • Colesterol alto,
  • Triglicérides alto,
  • Perda muita rápida de peso,
  • Ganho muito rápido de peso.

As mulheres são mais propensas a desenvolverem a gordura no fígado, por conta do hormônio estrogênio que facilita o acúmulo do ácido graxo. Mas, cabe ainda frisar que outros indivíduos possuem maiores chances de passarem por esse problema, como:

  • Quem tem inflamações crônicas no fígado
  • Quem sofre de síndrome de ovário policístico
  • Quem sofre de síndrome metabólica
  • Quem tem acúmulo de gordura abdominal (Sobrepeso)
  • Quem possui apneia do sono

Sintomas de acúmulo de gordura no fígado

gordura no fígado sintomasA partir da evolução do quadro, é possível que a pessoa desenvolva alguns sintomas – porque de início, a gordura no fígado é assintomática. Veja quais são os sinais principais:

  • Fadiga,
  • Dor e desconforto na parte superior direito do abdômen.

Quando a gordura no fígado vai evoluindo para quadros mais graves, há possibilidades de surgimento de outros sintomas, como:

  • Inchaço dos membros inferiores,
  • Aumento rápido do abdômen,
  • Tremores,
  • Confusão mental,
  • Alterações do sono,
  • Alterações da coagulação,
  • Fezes ficam sem cor,
  • Icterícia,
  • Aranhas vasculares.

É possível afirmar com clareza que o maior problema da gordura no fígado hoje é o sobrepeso e a obesidade – uma complicação extrema de saúde pública mundial. Dessa maneira, mantenha-se com um peso adequado se quiser evitar esta situação.

Receitas caseiras para gordura no fígado

Ao ser diagnosticado com gordura no fígado, você deverá estar apto a realizar mudanças em seu estilo de vida para tentar eliminar essa condição, de preferência rápido, afinal a esteatose hepática pode evoluir para uma inflamação do fígado e – pelo menos 20% dos casos provenientes desta inflamação se transformam em cirrose hepática.

Para se ter uma ideia do perigo, a cirrose é um fator de risco muito comum para o câncer de fígado.

Para auxiliar você nesse processo e melhorar sua saúde, aqui estão algumas dicas de receitas caseiras que podem diminuir a quantidade de gordura no fígado, o modo correto de fazê-las e como elas ajudam.

  1. Cebola:

Não é uma receita em si, mas um alimento que deve fazer parte de sua dieta para eliminar a gordura no fígado. A cebola, que pode ser servida em saladas ou mesmo em tempero de alimentos, tem ação depuradora que faz a remoção de toxinas e fermentos que são produzidos no estômago logo após o processo de digestão.

Esse processo de depuração é fundamental para estimular um bom funcionamento do fígado, de maneira que ele secreta as substâncias necessárias.

  1. Tamarindo:

Fruta tropical que tem alto teor de fibras e que favorece a perda da gordura no fígado, ajudando em uma melhor digestão ao mesmo tempo. Essa frutinha maravilhosa conta também com ácidos insaturados que agem sobre o fígado, de modo a descongestiona-lo e a protege-lo!

Veja uma receita de infusão de tamarindo:

INGREDIENTES:

20 folhas de tamarindo

1 litro de água

MODO DE FAZER:

Ferva a água e acrescente as folhas de tamarindo, deixando-as repousar por 30 minutos. Mel ou açúcar mascavo pode ser posto para dar um gosto diferenciado. Pode-se consumir o chá quente ou frio.

  1. alimentação para gordura no fígadoLimão:

O limão é um alimento incrível e sua lista extensa de benefícios ao organismo é uma prova. Rico em vitaminas C e em antioxidantes, o limão pode trazer vantagens a um fígado gorduroso, pois pode purifica-lo e prevenir muitas outras doenças.

E a receita é tão simples que você irá gravar na memória: um copo de água com suco de limão. Isso mesmo! Mexa bem essa mistura, tomando-a todas as manhãs, em jejum, e note as maravilhas que essa receitinha fará para seu corpo.

  1. Morango:

Ação depuradora também está presente nos morangos e funciona muito bem para um fígado gorduroso. Essas frutinhas vermelhinhas possuem um alto teor de fibra, vitamina C e ácidos orgânicos que irão prevenir acúmulo de gordura, eliminar o que já tem, desinfetar o fígado e desinflamá-lo.

É muita vantagem para um alimento tão pequeno, não é?

Incluir os morangos na dieta é fácil – crus, sozinhos ou com acompanhamentos (iogurte ou cereal, por exemplo) ou na preparação de alguma comida (como vitaminas, saladas, etc.).

Uma dica de receita é uma vitamina muito apetitosa:

INGREDIENTES:

1 xícara de morangos limpos

1 xícara de iogurte natural com pouca gordura

1 colher de linhaça

MODO DE FAZER:

Basta bater tudo no liquidificador e consumir!

 

cardapio para gordura no fígadoEssas quatro dicas foram suficientes? Está curioso (a) para saber quais outros alimentos podem diminuir a gordura no fígado e melhorar sua saúde?

  • Maçã: alto teor de fibras e um poderoso desintoxicante. A maçã também pode eliminar as impurezas do fígado e de outros órgãos de maneira natural. Basta comer diariamente para comprovar.
  • Legumes: fazem parte de qualquer dieta saudável e são excelentes contra o fígado gorduroso, pois contêm proteínas e fibras em alta quantidade.

  • Grãos integrais:
    ricos em fibras que facilitam a redução da gordura no fígado, além de combater os picos de açúcar no sangue, bem como evita o aumento do colesterol. Estes grãos podem ser consumidos diariamente, mas não exagere na quantidade, afinal são carboidratos, embora do tipo complexo.
  • Espinafre: verdura super indicada para a gordura no fígado, pelo alto teor em fibras e ácido fólico, que irá regular as funções do fígado e dos rins.

Não somente por isso, o espinafre conta com a clorofila, substância que absorve e elimina as toxinas e as gorduras do fígado.

Por último, o chá de alface e o chá de carqueja são muito comentados para manter o metabolismo e a circulação do organismo – há um favorecimento para um bom funcionamento do fígado. Uma xícara por dia já é excelente!

Remédios caseiros para gordura no fígado

Não há medicamentos específicos para o tratamento da gordura do fígado, muito menos para acabar com este problema.

Entretanto, alguns médicos fazem prescrição de vitamina E para pessoas que já estão com inflamação no fígado e com sinais de fibrose hepática (com comprovação por meio de biópsia).

O Orlistat (confira aqui o pdf da bula), medicamento que é usado para controle do peso, também é usado, mas não atua diretamente sobre a esteatose. Assim, podemos entender que não existe um medicamento desenvolvimento para a esteatose, muito menos não existe nada conclusivo sobre qualquer medicação que tenha sido favorável no tratamento da gordura no fígado.

A solução que existe – e a única até agora – para combater a gordura no fígado é adotar uma vida saudável, isto é, praticar exercícios físicos regulares, controlar o peso e sempre optar por uma alimentação equilibrada.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votes, average: 4,67 out of 5)
Loading...

Leave a Reply