Peste Bubônica Originou a Peste Negra – Causa, Sintomas e Tratamento

Peste Negra é o nome dado à pandemia mundial que exterminou  quase 1/3 da população mundial entre 1346 e 1353. Ela é transmitida aos humanos através de pulgas que vivem nos roedores. Essas pulgas são o vetor da doença, carregando dentro delas a bactéria Yersinia pestis – a vilã e causadora dos sintomas.

A peste permaneceu na Europa em pequenas quantidades, até desaparecer completamente no início do século XIX. Mas enquanto permaneceu assombrando os povoados, exterminava todos, deixando apenas os imunes à doença vivos.

Nos humanos ela sempre ataca em forma de epidemias, podendo regressar caso surja uma nova onde de não-imunes e eles se tronem maioria no seu povoado.

Como a Peste Negra surgiu

A entrada do rato preto (rattus rattus) na Europa foi um dos motivos. Ele não trouxe a doença para o continente, mas tinha hábitos domesticados que favoreceram o surgimento da peste negra. Estes ratos também foram quase exterminados, sobrando alguns poucos exemplares da raça, que eram ratos imune à doença.

Apesar de ser uma doença bastante conhecida por ter dizimado grande parte da população, hoje ela é bastante rara.

peste negra sintomas

Informações da Peste

A peste bubônica é tão grave que só perde para a malária quando se refere à mortalidade de origem infecciosa na história.

Porém há um equívoco no nome da doença – Peste Negra e Bubônica não são sinônimos uma da outra. A doença causada pela bactéria Yersinia pestis é chamada apenas de Peste. Peste Negra foi o evento que matou grande parte da população mundial devido a doença.

Bubônica é uma maneira de apresentação clínica da Peste, podendo também se manifestar através da peste septicemia e a peste pneumônica.

Antigamente a taxa de mortalidade de pessoas que contraiam a bactéria era de aproximadamente 60% a 90%, depois da invenção de antibióticos esse índice caiu para 10% a 20%. Foi então diminuindo os indivíduos contaminados e sua transmissão, até que passou a ser um problema mundialmente irrelevante.

Desde do ano de 2000, os pacientes de peste estão a maioria na África, 95% dos casos acontecem no país.

peste bubonica

Transmissão

A transmissão da peste ocorre quando pulgas infectadas picam os humanos. Essas pulgas costumavam estar em roedores, coelhos, ratos, cães e outros animais. Então a doença era passada para o homem, surgindo em forma de infecção. Até mesmo animais domésticos podem transmitir a doença caso sejam infectados, através de mordidas, aranhões, etc.

Estes humanos portadores da bactéria podem contagiar outros através da emissão de gotículas das vias aéreas, como espirros, tosse, etc.

Sintomas

peste bubônica tratamento

A peste bubônica é a forma mais comum em que a doença se manifesta, representando 90% dos casos. Os sintomas surgem rapidamente- entre 2 e 6 dias após a picada da pulga contagiada. Ele então começa apresentar:

  • Febre alta – aproximadamente 40º;
  • Fraqueza e moleza;
  • Dores no corpo e de cabeça;
  • Calafrios;
  • Perda de apetite.

A bactéria entra na corrente sanguínea, atingindo linfonodos, apresentando nódulos que podem ser apalpados. Depois disso surge o sintoma típico – um nódulo de até 10 cm com formato oval. É uma tumoração que causa dor, apresentando vermelhidão e brilho da pele ao seu redor.

Os lugares mais comuns para que isso aconteça são virilhas, devido a aproximação dos linfonodos da região com as pernas, que são os locais em que as pulgas mais picam. Em seguida a frequência é maior nas axilas e depois no pescoço.

Caso se trone purulento é preciso que um médico drene a região. O líquido é altamente contagioso e pode infectar quem o tiver manuseando.

Se não tratada a doença avança para o sistema nervoso central, afetando a fala, movimentos, causando alucinações, movimentos involuntários e o coma.

Tem Cura?

Por se tratar de uma bactéria e uma doença infecciosa, o tratamento é feito com antibióticos. A probabilidade de cura do tratamento, quanto iniciado cedo, é de 90%. Nas primeiras 48 horas deve ser feito o isolamento respiratório do paciente, para que ele não infecte outras pessoas. A medicação deve ser mantida por 10 dias.


O Conteúdo Foi Útil? Deixe seu Voto!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 3,00 out of 5)
Loading...

Leave a Reply