Neurocirurgia – Formação, Residência, Média salarial – quando procurar por esse profissional?

A neurocirurgia é a especialidade da medicina que diagnostica e trata pessoas de todas as idades, mesmo fetos, em alguns casos, quando possuem problemas no sistema nervoso central e periférico. Isso significa que pode resolver doenças que afetam não só o cérebro, como, também, a coluna, a medula e os nervos periféricos.

neurocirurgia formação

O que a área de Neurocirurgia estuda

Embora o nome neurocirurgia dê a impressão de que se trata de uma área que atua apenas quando existe a necessidade de intervenção cirúrgica, a verdade é que, nessa área, também, entra a prevenção de lesões e patologias. Além disso, os profissionais neurocirurgiões podem avaliar pacientes e cuidar da sua reabilitação.neurocirurgia

Já as doenças que podem ser tratadas pela neurocirurgia são as doenças vasculares, como aneurismas e a obstrução arterial, além das patologias degenerativas, os tumores, as lesões raqui-medulares e os traumas crânio-encefálicos. Outros exemplos são os traumas na coluna vertebral, dor crônica na coluna, hérnias de disco e hidrocefalia.

A epilepsia, os transtornos da psique e as desordens dos movimentos, entre eles, doença de Parkinson, síndrome de Tourette, distonias, síndrome do Túnel do Carpo e demais são outras doenças que podem ser tratadas por um neurocirurgião.

O neurocirurgião pode, ainda, intervir nas seguintes situações:

  • Tumores do encéfalo e da caixa óssea craniana, além dos que acometem a coluna;
  • Meningocele, meningomielocele e siringomielia;
  • Edema cerebral, abscessos, parasitoses cerebrais e cistos;
  • Deformações congênitas do crânio, bem como afundamentos e falhas ósseas;
  • Dores crônicas variadas, com intervenção cirúrgica;
  • Estenoses, degenerações discais sintomáticas e listese vertebral;
  • Escolioses, fraturas por osteoporose, síndrome facetaria e compressão radicular;
  • Inserção e remoção de próteses na coluna espinhal e no crânio.

Exames mais comuns da Neurocirurgia

Em uma consulta com o neurocirurgião, o mais comum é que o profissional realize uma entrevista completa com o paciente. Também, pode-se fazer exames clínicos, sendo que entre os mais comuns é possível citar a avaliação de reflexos, de equilíbrio, de força e de sinais vitais.

Havendo necessidade, ele pode solicitar exames laboratoriais, entre eles, tomografia, ressonância magnética, eletroencefalograma, eletromiografia, doppler transcraniano e angiografia cerebral. Além disso, o neurocirurgião pode prescrever remédios, de acordo com cada situação, sendo mais usual os psicofármacos.neurocirurgia profissional

Essa classe de fármacos ajuda a corrigir os desequilíbrios bioquímicos no sistema nervoso, a fim de restabelecer as funções nervosas, físicas ou psíquicas. Outros medicamentos que podem ser indicados são os anticonvulsivantes e os antipsicóticos. Dessa forma, nem sempre são necessários os procedimentos cirúrgicos para tratar as patologias associadas à neurocirurgia.

Em outros casos, entretanto, os remédios podem ser associados à necessidade de cirurgia. Tudo vai depender de cada paciente, do tipo de problema, dos sintomas, do grau que a doença está e demais fatores que são avaliados pelo médico.

Média salarial do profissional de Neurocirurgia

Para ser um neurocirurgião, o profissional deve ter formação em Medicina, que, em geral, conta com seis anos de graduação. Depois de ter o diploma em mãos, ele deve fazer a residência, que, no Brasil, tem duração média de cinco anos. É nesse período que ele se aproximará mais da neurocirurgia, quando há as disciplinas relacionadas ao assunto – entre elas, clínica neurocirúrgica, anatomia microcirúrgica, fundamentos de neurofisiologia clínica e outras.

Ao final da sua residência, o profissional recebe a certificação de especialista em neurocirurgia. Posteriormente, o mais comum é que atue em conjunto com outros médicos no atendimento de emergência, pois é quando se ganha mais experiência.

Já com o conhecimento necessário, o profissional poderá atuar ainda no campo da pesquisa, perícia médica judicial, lecionar, desenvolver próteses e demais atividades. Já o salário do médico que se especializa em neurocirurgia varia de R$ 3mil a R$13 mil, sendo que o valor vai depender do seu tempo de experiência e do local onde trabalha.

Quando procurar um profissional da Neurocirurgia

Existem muitas situações em que é indicado buscar um profissional da neurocirurgia, sendo que a melhor maneira de identificar essa necessidade é por meio dos sintomas apresentados. Dessa forma, você pode consultar com um médico dessa especialidade nos casos em que houver:

  • Dores de cabeça;
  • Dores na coluna;
  • Tonturas;
  • Desequilíbrios;
  • Tremores;
  • Desmaios;
  • Formigamentos;
  • Perda de força;
  • Alterações na visão;
  • Alterações na fala;
  • Alterações do estado mental;
  • Alteração do humor;
  • Perda de memória;
  • Insônia;
  • Excesso de sono;
  • Déficit de atenção,
  • Crises de epilepsia;
  • Ansiedade e outros distúrbios semelhantes.

Sempre que esses sintomas permanecerem por um tempo a mais do que o normal, como a dor de cabeça que persiste por dias, vale a pena buscar a ajuda de um neurocirurgião. Muitas vezes, as doenças são silenciosas, com sintomas comuns a outros problemas, e apenas uma avaliação médica ajudará a diagnosticar.

Recomendados para você:


O Conteúdo Foi Útil? Deixe seu Voto!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply