Gastrectomia – Como é feita, Preço, Como funciona, Indicações

A gastrectomia é um procedimento médico que extrai parte ou todo estômago. Esse processo cirúrgico visa prevenir ou salvar a vida do paciente que sofra de males nesse órgão.

Diferente das outras intervenções bariátricas, como a famosa cirurgia bariátrica,  a gastrectomia retira um pedaço do estômago de pacientes que não respondem mais a outros tratamentos. É recomendada aos seguintes grupos de risco:

  • Pacientes com tumores benignos no estômago;
  • Pacientes que tenham constantes sangramentos;
  • Os que sofram com inflamações estomacais;
  • Os que desenvolveram pólipos no estômago;
  • Pacientes com câncer de estômago;
  • Que tenham úlceras em estado avançando;
  • Pessoas que corram riscos de vida devido à obesidade (problemas cardiovasculares, por exemplo)

Os que se enquadrem nesses casos, após consultas com especialistas, certamente será prescrita a gastrectomia. Pacientes que passam por esse tipo de intervenção cirúrgicas, precisarão de mudança rigorosa, não só apenas dos hábitos alimentares, mas também, realizar exercícios físicos.

Essa alteração no estilo de vida é necessária para adaptação do “novo corpo”.

cirurgia de gastrectomia

Tipos de gastrectomia

1 – Parcial, na qual é retirado do paciente a metade do estômago inferior;

2 – Total, retirada completa do estômago; intervenção para quadros de pessoas com câncer ou úlceras crônicas.

3 – Vertical ou manga, quando apenas o lado esquerdo do estômago é extraído. É a mais comum, pois é recomendada para os casos de obesidade mórbida. Retira-se 85% do estômago e da grelina, substância que origina a vontade de comer.

Como funciona o procedimento?

Mesmo sendo um paciente que se enquadre na lista acima citada, precisará realizar uma bateria de exames prévios, atestando que está apto a gastrectomia.

O médico antes de liberar o paciente para mesa de cirurgia deve solicitar exames como:

  • Avaliações de massa corporal
  • Coletas de sangue, para exames laboratoriais específicos
  • Avaliação da condição física, junto a um exame completo do funcionamento do organismo
  • Levantamento rigoroso do histórico médico do paciente

Outro fator importante, é abdicar de vícios como o tabagismo e alcoolismo. O interessando na gastrectomia deve deixar de lado essas substâncias, para conseguir o resultado esperado com a cirurgia.

Habilitado para cirurgia, paciente e médico definirão o procedimento mais adequado, se a Cirurgia a Céu Aberto ou a Cirurgia Laparoscópica.

Na cirurgia a céu aberto uma grande incisão é feitas para se chegar ao estômago. Para pacientes com câncer no estômago é o procedimento indicado.

Já a cirurgia laparoscópica acontece por meio de pequenas incisões. É de menor dor e proporciona rápida recuperação. Trata-se de um modelo mais avançado, com pequeno número de complicações.

Em ambas os pacientes recebem anestesia geral, e duram em média de 2 a 3 horas. Dores intensas podem ser sentidas no pós-operatório, o médico receitará analgésicos.

Como em qualquer cirurgia, complicações podem surgir (sangramentos ou infecções), por isso a importância de realizar bem os requisitos pré-cirúrgicos.

O procedimento não é recomendado a mulheres gestantes, pessoas com sérios problemas psicológicos.

gastrectomia como é feita

Indicações e pós-operatório

gastrectomiaPacientes que tenham recursos, e optarem por realizar a cirurgia em hospitais particulares, precisarão desembolsar um valor considerável.

Algumas clínicas fazem a gastrectomia a partir de R$ 25.000,00. Planos de saúdes robustos, podem subsidiar parte dos custos, ou pelo menos cobrirá a etapa pré-cirurgia.

Pessoas de poder aquisitivo menor, poderão recorrer ao Sistema Único de Saúde (SUS). Nesse caso, precisará atender a uma série de requisitos. Os candidatos entrarão numa fila, e quando aprovados, todo o tratamento (incluindo exames) serão gratuitos.

Os interessados devem iniciar o processo em sua unidade básica de saúde, no bairro. A partir de consultas com médico do posto, ele analisará e, por conseguinte, dá prescrever os encaminhamentos para cirurgia.

Vale ressaltar que a gastrectomia é um procedimento irreversível. Os pacientes precisam adotar nova postura de vida, pois depois que retirarem o estômago, por exemplo, não poderá realizar outra intervenção cirúrgica.

Mas, existem vantagens significativas aos que passam pelo procedimento com sucesso. Diferente do balão gástrico e da banda gástrica, na gastrectomia o paciente não terá nada implantado.

Também, não sofrerá com constantes consequências do implante desses aparelhos, tais como: frequentes vômitos, náuseas, diarreias e cólicas. Seguindo à risca as recomendações médicas, levará uma vida normal, o bem-estar será garantido com a gastrectomia.


O Conteúdo Foi Útil? Deixe seu Voto!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply