Dieta cetogênica: como funciona, benefícios e mais.

Parece que toda semana nos deparamos com um novo tipo de dieta, que promete aquela perda de peso digna de famosas. Mas o quanto tudo isso é real e o que pode ser arriscado para sua saúde? Embora existam muitas dietas populares, uma que se destaca é a dieta cetogênica.

O nome pode ser estranho, mas a ideia é bem simples: ser uma dieta sem ingestão de carboidratos. Conheça mais sobre esse método que promove a redução e manutenção do peso:

  • O que é;
  • Como funciona;
  • Alimentos permitidos e proibidos;
  • Benefícios;
  • Malefícios.

Não perca dicas de receita para você praticar a dieta cetogênica com mais facilidade!

O que é dieta cetogênica, afinal?

Dieta cetogênica: como funciona, benefícios e mais.

A dieta cetogênica não é recente. Ela existe desde a década de 1920, desenvolvida nos Estados Unidos como uma forma de tratamento para epilepsia refratária em crianças, isto é, em casos em que a doença é difícil de ser tratada, a dieta era utilizada para diminuir a ocorrência de convulsões.

Com a oferta de medicamentos anticonvulsivantes, a dieta cetogênica caiu em desuso por volta dos anos 1940. De todo modo, desde a sua criação, ela tem como base a seguinte ideia:

  • Oferecer uma elevada concentração de gorduras;
  • Ter moderação nas proteínas;
  • Eliminar o consumo de quaisquer carboidratos.

O nome da dieta vem do estado de cetose – processo pelo qual o organismo começa a utilizar as gorduras do corpo como fonte de energia, já que haverá baixa quantidade de carboidrato para tal produção.

Vale ainda afirmar que essa dieta simula no seu organismo um estado de jejum, por conta da geração de energia pela gordura, em vez do uso dos carboidratos.

A dieta cetogênica, além da sua aplicação médica voltada para o tratamento de casos de epilepsia, pode ser indicada para pacientes com câncer.

Como fazer a dieta?

Já que a dieta cetogênica é caracterizada por ser rica em gordura e com muita restrição de carboidratos, é indispensável o acompanhamento de um nutricionista.

Muitos recomendam que ela seja realizada por, no máximo, 30 dias, pois o objetivo e o metabolismo de cada pessoa variam e, por ser uma dieta restritiva, deve-se ter cuidado com a saúde do organismo por meio de exames.

De toda forma, a dieta cetogênica deve ser seguida por meio do consumo de determinados alimentos, com a proibição de alguns. Saiba exemplos de alimentos liberados – que, basicamente, são as fontes de lipídios (gorduras) e proteínas:

  • Abacate;
  • Azeite;
  • Bebidas – chás e café sem açúcar e, claro, água;
  • Carnes em geral: bovinas, suínas, peixes e frango;
  • Creme de leite;
  • Frutos do mar;
  • Iogurte;
  • Oleaginosas – tais como, castanha-do-Pará, avelã, amendoim e nozes;
  • Óleo de coco;
  • Ovos;
  • Queijos;
  • Sementes – como as de linhaça, de girassol, de chia e de abóbora;
  • Verduras e legumes – como brócolis, repolho, berinjela e acelga, por exemplo.

Por outro lado, é necessário que você evite os alimentos citados abaixo, que são fontes de carboidratos:

  • Arroz;
  • Batata;
  • Massas;
  • Mel;
  • Milho;
  • Pães;
  • Trigo.

Apenas carboidratos de baixo índice glicêmico (os conhecidos como integrais) são permitidos na dieta cetogênica. Além disso, refrigerantes estão proibidos, valendo, também, para as barrinhas de cereais.

Fracione suas refeições em 5 a 6 vezes por dia e varie os alimentos permitidos, para fazer com que o organismo tenha todos os nutrientes necessários para o seu bom funcionamento.

Vantagens e desvantagens da dieta cetogênica

Dieta cetogênica: como funciona, benefícios e mais.

A dieta cetogênica é muito procurada por auxiliar na rápida perda de peso, funcionando de maneira completa quando o assunto é aumentar a saciedade.Mas, infelizmente, assim como qualquer outra dieta restritiva, ela pode trazer alguns efeitos colaterais desagradáveis. Entenda melhor:

  • A dieta cetogênica clássica tem em sua composição 90% de lipídios, aqueles alimentos que são importantes para a reserva energética do organismo, como os óleos e as gorduras, além de 10% de proteínas e carboidratos;
  • Do ponto de vista nutricional, a dieta é desequilibrada e exige acompanhamento especializado – ou seja, ela é restritiva.

Quando feita de maneira indiscriminada e sem orientação de alguém capacitado, esse tipo de dieta pode trazer, a curto prazo:

  • Desidratação;
  • Diarreia;
  • Fraqueza;
  • Hipoglicemia (diminuição da quantidade normal de açúcar no sangue);
  • Obstipação intestinal;
  • Sonolência;
  • Sudorese;
  • Vômitos.

A médio e longo prazo, você pode ter outros danos ao organismo, como:

  • Alterações do metabolismo;
  • Cálculo renal;
  • Dislipidemia (excesso de gordura no sangue);
  • Esteatose hepática (acúmulo de gordura nas células do fígado).

A dieta cetogênica pode provocar o efeito sanfona, isto é, a recuperação do peso que havia sido perdido.Se você deseja fazê-la, procure um nutricionista, a fim de realizar um bom planejamento e evitar carências nutricionais, está bem?

Dicas de cardápio para a dieta cetogênica

Veja como é simples incluir os alimentos permitidos na dieta cetogênica no seu dia. Abaixo, você encontra alguns exemplos do que pode ser consumido em cada refeição (café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia), sendo que só vale uma opção por refeição, é óbvio.

São dicas de cardápio para o café da manhã:

  • 2 ovos mexidos com manteiga + 1 fatia de queijo minas + 1 fatia de limão;
  • 1 banana amassada com 1 colher de sopa de semente de girassol + 2 fatias de queijo assado com presunto;
  • 1 ovo cozido + 2 fatias de queijo fresco com sementes de gergelim;
  • 1 xícara de chá de hibisco com canela e gengibre + 3 ovos mexidos, feitos com óleo de coco.

Para o lanche da manhã, são essas as ideias:

  • Gelatina sem açúcar + 3 castanhas;
  • 1 iogurte sem açúcar + 5 nozes;
  • 1 iogurte sem açúcar + 3 colheres de abacate;
  • 1 porção pequena de oleaginosas (castanhas, amendoim, nozes, amêndoas).

Para o almoço e jantar, destacam-se essas dicas:

  • 2 bifes de carne ao molho de queijo, com alface e repolho roxo (use azeite como tempero) + 1 laranja;
  • Salmão grelhado ao molho de mostarda + salada verde de tomate, rúcula, pepino e cebola roxa + 1 colher de sopa de azeite + vinagre + orégano e sal para tempero;
  • Frango ao molho branco com creme de leite + salada de couve amanteiga, com cebola refogada (azeite ou óleo de coco, você decide) + 1 maçã;
  • Salmão assado + salada verde à vontade + 5 aspargos refogados na manteiga;
  • 1 filé de frango grelhado + 1 porção de brócolis refogado com alho no óleo de coco + salada verde à vontade (temperado com vinagre de maçã e azeite).

Para os lanches da tarde, recomenda-se:

  • Morango com creme de leite;
  • Frutos vermelhos, tais como cereja, morango e framboesa;
  • ½ abacate com chia.

De bebida, aposte em chá verde com gengibre ou chá de cavalinha, por exemplo.

Para tirar qualquer dúvida sobre a dieta cetogênica, frisa-se novamente: procure um nutricionista, para que ele faça um bom acompanhamento e dê mais dicas para a sua alimentação.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply