Como Funciona o Parto Normal – Dúvidas

O parto normal é o processo natural de nascimento de um bebê, para que ele aconteça é preciso que todas as condições estejam adequadas como a posição, capacidade de dilatação e contração uterina. Ele pode ser assistido ou não por um profissional, mas acontece de forma completamente espontânea.

Quando se fala em parto normal não significa que não haverá ajuda médica. Ela pode ser necessária para facilitar a progressão no trabalho de parto que acontece a saída do bebê pelo canal vaginal. Ao contrário da cesariana, onde há incisões.

parto-normal

A chegada de um filho é sempre um momento especial. São muitas as mulheres no entanto que temem o momento do parto devido o conhecimento da dor e dificuldades. A verdade é que o parto normal não é um bicho de sete cabeças e traz muitas vantagens tanto para a mãe quanto para o recém nascido.

Como funciona o parto normal passo a passo

O parto normal pode ser feito com ou sem anestesia e podem ser em casa, no hospital, na água ou fora dela. Na realidade, a cesariana só deveria ser aplicada se a mulher tiver qualquer tipo de complicação. Caso contrário, o parto normal é sempre o recomendado.

No parto normal, é como se o bebê decidisse quando ele deseja nascer.

Já na cesária é marcado geralmente uma data para fazer o parto e retirar o bebê da barriga da mãe, através de um corte na barriga. A mãe recebe anestesia e praticamente não vê a criança nascer, ao contrário do parto normal, onde a lucidez da mulher é total e fortalece o vínculo entre a mãe e seu filho.

Como é feito passo a passo

Confira abaixo todas as etapas do processo de nascimento do bebê por meio do parto normal.

1 – Trabalho de parto

Este é o momento em que a bolsa estoura e indica as condições favoráveis para o nascimento. O trabalho de parto pode durar de 12 a 14 horas. Quanto mais gestações a mesma mulher tem mais se reduz o tempo de parto.

2 – Dilatação e contrações

No momento que o bebê e o corpo da mulher informam as condições para o nascimento acontece a dilatação do colo do útero que irá permitir a passagem.

São as contrações musculares que vão permitir a saída da criança. No inicio elas começam desordenadas e podem doer muito, aos poucos atingem o ponto máximo e tornam-se mais prolongadas e intensas.

É possível saber quando o nascimento irá acontecer pelo ritmo das contrações. Quando o tempo entre cada uma delas diminui o bebê está pronto para passar.  A dilatação total do colo de útero atinge de 10 a 15 centímetros.

A orientação do profissional de saúde neste momento é essencial. Isso ajudará a mulher a manter a calma e fazer força para estimular as contrações e respirações adequadas.

3 – O parto

Quando a dilatação atingir seu ponto máximo o bebê deverá nascer. O útero faz pressão e a expulsão ocorre sem necessidade de corte ou incisões ( como acontece na cesariana). Assim, se preserva os tecidos da mãe e a recuperação do colo de útero para seu tamanho normal é maior.

4 – Saída da placenta

A saída da placenta é o último momento do parto. Isso acontece com uma média de 10 a 20 centímetros após o nascimento, é comum que não precise haver interferência para que a placenta se descole e saia ao mesmo tempo no momento do parto.

Quer ver com seus próprios olhos essa experiência? Então confira no vídeo de parto natural abaixo:

Na cena abaixo você confere a cena real de uma mãe ganhando seu filho:

Podem acontecer complicações durante o período de parto, como o bebê se virar ou então ficar muito tempo em trabalho com o perigo de ter problemas respiratórios e sequelas físicas.

Nestes casos o parto que começou natural pode partir para uma inserção cirurgia com anestesia e cesariana para salvar a vida do bebê e da mãe.

Condições para ter parto normal – Eu posso fazer?

Para que o seu filho possa nascer de parto normal é preciso o favorecimento de algumas condições. São elas:

  • Ambiente acolhedor de parto
  • A cabeça do bebê deve estar para baixo para facilitar a saída
  • A mãe deve estar com boas condições de saúde
  • A vigilância pré-natal deve ter sido completa
  • Deve-se estar confortável para aliviar a dor do parto
  • A mãe deve estar informada sobre as vantagens do parto normal
  • O bebê deve estar com todas as condições de saúde para suportar o parto
    parto normal passo a passo

Benefícios do parto normal para a mãe e o bebê

  • Criança respira melhor
  • O leite se produz mais facilmente
  • Recuperação mais rápida da mulher
  • Ambos ficam mais alertas
  • O risco de obesidade é menor
  • Risco de morte é menor
  • Menos risco de infecção para a mãe
  • Os laços sentimentais entre mãe e filho são maiores
  • O útero volta ao tamanho normal com mais rapidez
  • O bebê cria sensibilidade ao toque
  • A criança nasce com mais calma
  • O bebê se beneficia de alterções hormonais no momento do parto

O Incentivo Ao Parto Normal

Apesar de estar mais em foco atualmente, o parto normal nem sempre é encarado com tranquilidade. Tanto que o número de cesarianas ainda é bastante alto no Brasil, representando 84% nos hospitais privados. Isso ocorre porque lá as mulheres têm maior poder de decisão, ao contrário das redes públicas que incentivam mais o parto normal, sendo que lá a representação é de 40%.

Alguns países da Europa incentivam o parto normal há muitos anos, como é o caso de Londres, na Inglaterra, onde essa ideia já percorre há 30 anos. É por isso que a informação no momento da escolha é essencial para que a mulher possa se sentir mais segura e preparada, uma vez que o parto é uma das experiências mais fortes quando se deseja ser mãe.

A sensibilização a respeito do parto natural é também um resgate do poder feminino, além dos diversos benefícios que ele proporciona tanto para a mão quanto para a criança que está prestes a nascer.

Tem se tornado comum o termo parto humanizado que é justamente manter a mãe aberta para escolha e sem ter a pressão do sistema de saúde. Isso inclui um tratamento mais natural e humano no trabalho de parto, coisa que ajuda na saúde e recuperação da mãe e do bebê.

Sensibilização Ao Parto Normal

Ainda no Brasil a tendência pela cesariana é um pouco cultural, e um dos fatores é a respeito do medo da dor, que muitas grávidas relatam ao se referirem ao parto normal.

Algumas mães, inclusive, relatam que durante o pré-natal a cesariana é apresentada como o método mais seguro, o que não é necessariamente verdade.

Mas a notícia é que o país está lutando para melhorar esses números. De acordo com o Ministério da Saúde, há determinação para seguir novas regras e incentivo ao parto normal. O objetivo é acabar com a cesariana desnecessária.


O Conteúdo Foi Útil? Deixe seu Voto!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...