Cirurgia de reconstrução – As mais comuns, como solicitar pelo SUS?    

Existem diferentes procedimentos que são chamados de cirurgia de reconstrução, as quais têm o objetivo de reconstruir uma parte do corpo que sofreu danos por conta de doenças, acidentes e outras situações. Entre as mais comuns estão a de reconstrução mamária, peniana e facial, embora cada vez mais a medicina consiga reconstruir diferentes partes do corpo.

cirurgia de toracotomia

Cirurgia de reconstrução mamária

Entre as mais comuns, a reconstrução mamária busca restaurar a parte danificada da mama, remodelando-a. O motivo principal desse procedimento é quando uma ou as duas mamas tiveram que ser retiradas por conta do câncer. Nesse caso, a cirurgia pode ser feita no mesmo procedimento em que o tumor é removido, senão, é feita em outro momento.

Além disso, pode ser necessário, até mesmo, mais do que uma cirurgia para deixar a mama com o formato certo. A mama não afetada, também, pode passar por cirurgia, para que ambas fiquem simétricas. Para fazer a cirurgia de reconstrução mamária existem diferentes técnicas e a mais utilizada é com o uso de próteses de silicone.

cirurgia de reconstrução mamaria

Mesmo assim, pode ser preciso coletar do abdômen da paciente tecidos musculares, gordura e até pele, para refazer a mama. Também é possível preservar a aréola e o mamilo para posterior reconstrução, mesmo quando toda a mama é removida. Já a recuperação pode ser longa, de muitas semanas, sendo que o inchaço na região é normal.

É preciso ainda proteger a mama reconstruída com gazes e fitas, bem como usar sutiã cirúrgico, para amenizar o inchaço. A volta às atividades depende da orientação médica, que vai basear-se em cada caso.

Cirurgia de reconstrução peniana

Outra cirurgia de reconstrução comum é a peniana, sendo que ela é indicada para diferentes situações, entre elas, quando houve perda parcial ou total do órgão e quando se quer criar um pênis, em casos de doenças congênitas, câncer ou cirurgias de mudança de sexo. Ou seja, esse procedimento tem tanto função estética quanto funcional.

Geralmente, esse procedimento é feito com técnicas de transferência tecidual. Para tanto, os tecidos necessários são retirados de outra parte do corpo do paciente para que sejam usados na reconstrução do pênis. Nesse caso, são usados, principalmente, os tecidos da região lombar, abdominal e do antebraço.

Quando é feita a cirurgia de reconstrução peniana, precisa-se, também, reconstruir a uretra, o que pode ser feito durante o mesmo procedimento ou não. É comum, ainda, realizar o implante de próteses penianas, para que o paciente possa ter uma reabilitação sexual completa, sendo que isso costuma ser feito em um novo procedimento.

 Cirurgia de reconstrução facial

A cirurgia de reconstrução pode ser indicada para o rosto, sendo que, neste caso, busca-se reconstruir a face por conta de ferimentos na pele, gordura e músculos, lacerações nos lábios, nariz, pálpebras e orelhas, ou mesmo em nervos, ductos de saliva e lágrima.

O procedimento é indicado, ainda, quando houver fratura do maxilar, órbita, crânio e esqueleto facial. Essa cirurgia é mais comum em pessoas que sofreram acidentes de carro, agressões e traumas esportivos. Já que são muitas as parte do rosto que podem ser danificadas, é preciso uma série de exames antes do procedimento para saber exatamente o que deve ser reconstruído.cirurgia de reconstrução facial

O primeiro passo da cirurgia é corrigir o local lesionado, para que o rosto ganhe a forma original, quando possível. Para tanto, o paciente recebe anestesia local ou geral, sendo que, se os ossos são quebrados, o mais comum é usar mini placas e parafusos de titânio. Além disso, conforme a gravidade da situação, novos procedimentos devem ser realizados na sequência.

O pós-operatório vai depender da gravidade dos ferimentos, sendo que os hematomas são comuns de aparecer. No entanto, a permanência no hospital e o tempo de repouso em casa podem variar muito. Em casos de média gravidade, em 15 dias o paciente está bem recuperado.

Como solicitar pelo SUS a cirurgia de reconstrução

Todas as pessoas têm direito ao tratamento pelo SUS, no entanto, nem sempre é isso o que acontece. No caso da cirurgia de reconstrução mamária, a razão é a falta de profissionais qualificados para esse procedimento. No entanto, as interessadas em fazê-lo pela rede pública devem solicitar a cirurgia na unidade onde são tratadas.

Caso o procedimento já tenha acontecido, então, deve-se encaminhar à unidade básica de saúde mais próxima para que seja encaminhada a uma unidade especializada em cirurgia de reconstrução mamária. Para as demais cirurgias, a situação é parecida, sendo que, para agendar uma consulta, é necessário seguir o mesmo protocolo.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Leave a Reply