Caxumba: Principais Sintomas, Tratamento e Prevenção!

A caxumba é classificada como uma infecção viral que afeta principalmente as glândulas parótidas – localizadas em baixo das orelhas até abaixo do queixo, responsáveis pela produção de saliva. É uma doença comum em crianças de até 2 anos que não tenham a vacina tríplice viral, porém, pode afetar adultos igualmente, acontece geralmente nas estações do inverno e da primavera.

Quando uma pessoa é identificada com caxumba ou pelo vírus Paramyxovirus, ela já está há algum tempo com a doença alojada no corpo, que demora cerca de 15 até 25 dias para comece a demonstrar sinais da presença do vírus, a contaminação se dá nos 6 primeiros dias antes do início dos sintomas e também, cerca de 10 dias após o aparecimento dos sintomas mais comuns, por isso é considerada tão contagiosa.

Como Saber Se Estou Com Caxumba?

É bem comum que os sintomas apareçam “do nada”, pois como já dito, a pessoa está com caxumba porém os primeiros sinais demoram cerca de 20 dias para se manifestar. Pode começar com uma pequena dor facilmente confundível com dor de dente ou com o inchaço típico.

Veja abaixo quais são os sintomas mais comuns de quem está com caxumba:

  • Inchaço excessivo das glândulas salivares: a parte inferior do rosto na região abaixo das orelhas incha – pode ser de um lado ou dos dois ao mesmo tempo;
  • Dor no local onde está inchado;
  • Febre;
  • Dor de cabeça;
  • Fadiga e falta de força;
  • O paciente não tem vontade comer;
  • Dor ao tentar comer, engolir e mastigar;
  • Ao morder, é possível sentir uma pressão no ouvido do lado afetado;
  • Surdez temporária no ouvido do lado que está com as glândulas inchadas.

caxumba-tende-a-inchar-a-região-da-bochecha

Como Se Contrai a Doença?

A doença é causada por um vírus, o Paramyxovirus, que é facilmente espalhado por meio de saliva infectada. Pessoas que tenham tomado a vacina tríplice viral correm menos riscos de desenvolvê-la, porém não é impossível seu desenvolvimento.

Essa contaminação por meio da saliva inclui: beijos, compartilhar talheres, copos e pratos, travesseiros, espirros, tosses e tudo aquilo que contenha a secreção salivar da pessoa contaminada.contagio-da-caxumba-se-dá-através-de-saliva

Tratamento da Caxumba

paciente-com-caxumba-precisa-de-repousoA caxumba não tem medicamento específico, o que torna a recuperação do paciente mais longa e cansativa. Geralmente os medicamentos que são receitados são anti inflamatórios para combater a propagação do vírus. Remédios para dor como Tylenol ou Ibuprofeno também são indicados para amenizar as dores e incômodos ocasionados pelo inchaço das glândulas.

É comum que pacientes identificados com caxumba fiquem isolados por pelo menos uma semana, isso se dá pelo fácil contagio da doença. Pessoas que precisam sair de casa e estejam diagnosticadas com caxumba precisam utilizar máscaras descartáveis para impedir a propagação do vírus.

Pacientes com a doença precisam consumir alimentos de fácil ingestão e que não exijam esforço para mastigar, como sopas ou purês. É aconselhável também que a pessoa evite o consumo de alimentos muito ácidos ou cítricos, que são responsáveis por incentivar a salivação.

É preciso manter-se hidratado, tomando muita água ou chás naturais. Para quem sente muita dor pelo inchaço, compressas de água quente na região são indicadas – elas não diminuem o inchaço, porém são bem vindas para amenizar a dor local.

É indicado repouso constante do paciente, pois caso contrário, com esforços, movimentos bruscos ou friagem, é possível que a caxumba “se recolha”, causando algumas complicações mais graves. Atividades físicas também estão proibidas durante o período de repouso.

Complicações da Doença

As complicações são raras de acontecer, porém não devem ser ignoradas pois são sérias, envolvendo inflamações e inchaço em outras partes do corpo, que são:

  • Pancreatite: infecção dos pâncreas, o que gera muita náusea e vômitos;
  • Testículos e ovários: quando infeccionados tem grande chances de gerar infertilidade no paciente;
  • Seios;
  • Cérebro: afetando diretamente o sistema nervoso, considerada gravíssima;
  • Meningite: a inflamação da meninge acontece quando o vírus atinge a corrente sanguínea, indo diretamente para o sistema nervoso central;
  • Em casos raríssimos é possível que a pessoa perca a audição;
  • Caso uma mulher grávida contraia o vírus no primeiro trimestre da gestação, complicações no feto são prováveis.

É importante observar caso a pessoa infectada desenvolva sinais fora do comum como: desorientação mental, inchaço em outras partes do corpo, dor abdominal excessiva e outros.

complicações-da-caxumba

Prevenção da Doença

vacina-tríplice-viralÉ comum que crianças entre os primeiros 12 e 15 meses de idade sejam vacinados pela tríplice viral, vacina qual não previne somente a caxumba, mas também a rubéola e o sarampo, doenças comuns em crianças. A vacina é aplicada em duas doses com um intervalo mensal entre elas e está disponível no sistema público de saúde.

É primordial que mulheres que querem engravidar e nunca tenham tomado a vacina ou contraído as três doenças, tenham a vacina da tríplice viral em dia, pois dessa maneira evitam o contagio durante a gravidez, que, pode ocasionar graves complicações no feto.

Pessoas que já tenham contraído o vírus uma vez em apenas um dos lados do rosto, ainda estão suscetíveis a desenvolver nas glândulas parótidas que não foram afetadas anteriormente. Se o paciente desenvolveu dos dois lados, a possibilidade é quase nula, porém não impossível de se desenvolver novamente o vírus.

Atualmente pessoas que eram consideradas imunes a caxumba estão contraindo a doença novamente, isso se dá por um novo vírus da doença que não está incluído na prevenção oferecida pela vacina, deviso a isso, é tão importante que o sistema imunológico esteja sempre fortalecido, pois dessa maneira evita-se não somente a caxumba, mas também muitas outras doenças.

Como Fortalecer o Sistema Imunológico?

Existem alguns hábitos diários que podem ser adotados para fortalecer o sistema imunológico, principal defesa do nosso corpo à entrada de doenças desconhecidas ou conhecidas, veja abaixo quais são:

  • Consumir alguns alimentos em especiais, como: frutas vermelhas, cogumelos, coco, alimentos fermentados, laranjas, kiwis, frango, alho, chocolate amargo, vinho tinto, gengibre e açafrão;
  • Tomar sol: pelo menos duas horas diárias para que os níveis de vitamina D se mantenham equilibrados;
  • Ter uma vida sexual ativa;
  • Tomar bastante água, pelo menos 2 litros diariamente;
  • Tomar chás medicinais: dente de leão, limão, camomila, orégano, unha de gato são os mais indicados;
  • Praticar atividades físicas;
  • Reduza o consumo de álcool e fumo;
  • Durma bem;
  • Lave sempre as mãos.

Você também Vai Gostar!


O Conteúdo FOi Útil? Deixe seu Voto!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...