Dor de cabeça – Saiba por que você sente dor de cabeça, como tratar e prevenir

Um dos problemas que mais afeta as pessoas hoje em dia é a cefaleia, ou dor de cabeça, mas esse termo é muito amplo e vago, já que qualquer dor na nuca ou rosto pode ser uma dor de cabeça. Independente do tipo, a dor é incômoda, pois acontece com intermitência e pode até impedir a realização de funções comuns do dia a dia.

É importante entender qual a origem da dor para poder tratá-la corretamente e eliminar o mal causado por ela. Dores de cabeça muito frequentes e intensas podem causar irritabilidade e prejudicar a vida profissional, social e até amorosa de uma pessoa.

Para isso, fizemos esta coleção com os tipos mais comuns de dor de cabeça e sugestões de tratamento, vale lembrar que esta lista é de caráter educativo e qualquer dor que demore para passar é motivo para a procura de um médico.

Dor de cabeça de tensão

Esse é o tipo mais comum de dor de cabeça, ela é causada por contrações nos músculos do pescoço devido às situações de estresse constante, sua característica principal é uma sensação dolorida de pressão ao redor da cabeça, piorando nas têmporas, nuca e parte de trás da cabeça.

dor de cabeça como lidar

Apesar de comum e desconfortável, esse tipo de dor não chega a causar quadros de náusea ou influenciar suas atividades cotidianas e é facilmente tratada com um remédio fraco pra dor de cabeça, como aspirinas ou paracetamol.

Dor de Cabeça Cíclica

O nome desse tipo de dor de cabeça se dá porque ela sempre aparece em ciclo, surge do nada e normalmente afeta apenas um lado da cabeça ou do rosto. Além de ser mais comum nos homens do que nas mulheres.

Os sintomas são congestionamento nasal ou coriza do lado afetado, olhos lacrimejantes e dor intensa que pode chegar a causar fraqueza e atrapalhar tarefas cotidianas.

A causa desse tipo de dor de cabeça é desconhecida, mas acredita-se que é de origem genética. Apesar de não haver cura ou tratamento próprio para a doença, a dor pode ser controlada com administração de medicamentos.

dor de cabeça - como resolver?

Dor nos Seios da Face

cabeçaEsse tipo de dor é comum quando os seios da face estão inflamados – a famosa sinusite –  normalmente por causa de uma infecção. Esse tipo de dor é muito intensa e incômoda, pode ser acompanhada de febre.

Se não for tratada, o pus expelido pela infecção pode calcificar nos seios da face, fazendo com que a dor dure por muito tempo mesmo após o fim da inflamação. Essa dor requer cuidados médicos e administração de antibióticos para tratar da inflamação, remédios para febre e descongestionantes para tratar os sintomas

Dor de cabeça no trabalho

De acordo com a Organização Mundial do Trabalho o ambiente de trabalho é onde existe mais casos de dores de cabeça, quando ela acontece com muita recorrência e de maneira muito forte, de forma que consiga atrapalhar as atividades cotidianas, é chamada de enxaqueca e pode ser até motivo de falta ao trabalho. Já as cefaleias mais comuns são somente incomodativas, mas não chegam a causar grandes danos.

Os sintomas de doenças e problemas relacionados à dor de cabeça são inúmeros, por isso é sempre recomendado procurar um médico para aliviar a situação de acordo com suas especificidades. Também é preciso conhecer seu organismo, muitas pessoas se queixam de dores de cabeça após comer gordura em excesso, café ou alimentos com cafeína e bebidas alcoólicas. Lembre-se de ingerir bastante água no trabalho, isso ajudará a espantar a dor.

Confira abaixo uma reportagem do Fantástico sobre os casos de dores de cabeça no trabalho e recomendações de especialistas no assunto:

Dor de Rebote

Usar mais remédios do que o indicado pode causar vários efeitos indesejados, o consumo indiscriminado de alguns tipo de analgésicos pode culminar num efeito de “rebote” ou “ressaca” do remédio, deixando o paciente com uma dor de cabeça fortíssima.

Os principais culpados por causar dores de rebote são paracetamol, AAS e ibuprofeno, mas tome cuidado ao consumir qualquer tipo de medicamento para dor sem antes consultar um médico.

Outra teoria bastante aceita pra esse tipo de dor é que os analgésicos acostumam o cérebro a operar em um nível diferente do normal e quando o efeito passa o cérebro não consegue se acostumar ao novo ritmo, causando dores intensas.


O Conteúdo Foi Útil? Deixe seu Voto!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votes, average: 3,67 out of 5)
Loading...