Azitromicina – Indicações, Para que Serve, Efeitos Colaterais e mais…

Uma boa opção de tratamento na categoria de antibióticos é a Azitromicina. Popularmente recomendado por profissionais de saúde, este medicamento tem uma ação surpreendentemente eficaz.

Mesmo um pouco mais antigo que a Eritromicina – antibiótico que serviu de base para o desenvolvimento da Azitromicina –, o antibiótico, antes de ser usado (e claro, através das recomendações médicas) deve ser entendido.

Para que serve a Azitromicina

Azitromicina 1

A Azitromicina é um remédio que serve para o tratamento de diversas infecções. As indicações são:

  • Infecções respiratórias e de ouvidos, como, por exemplo, em situações de sinusite, bronquite, faringite, amigdalite, pneumonia, rinite ou otite média (infecção do ouvido médio),
  • Infecções na pele,
  • Infecções nos tecidos moles, como, por exemplo, em músculos, gordura ou tendões,
  • Infecções genitais, como, uretrites, e
  • Doenças sexualmente transmissíveis, como, por exemplo, clamídia e gonorreia.

A Azitromicina combate as bactérias que são sensíveis ao medicamento, de modo que elas não produzam proteínas (esta é a forma como elas crescem e se reproduzem).

A Azitromicina di-hidratada, portanto, é indicada para os casos citados acima.

É muito recomendada a leitura da bula assim que estiver com o medicamento em mãos, afinal lá estará todas as informações consideradas importantes sobre a Azitromicina.

De todo modo, aqui você pode ler um resumo destes dados!

Contraindicações da Azitromicina


.
.
.
A Azitromicina é um remédio contraindicado para pessoas que possuem histórico de reações alérgicas, assim como hipersensibilidade à Azitromicina, Eritromicina ou mesmo a outro tipo de antibiótico do tipo macrolídeo.

Se há alergia a algum dos componentes existentes na fórmula, deve-se evitar o uso da medicação.

Além disso, a Azitromicina não é aconselhável para mulheres grávidas ou lactantes – somente se houver um controle muito rígido do médico.

Posologia da Azitromicina

A Azitromicina pode ser encontrada tanto em forma de comprimidos como suspensão oral. Ainda, é possível tê-la em forma injetável.

Geralmente, este medicamento é usado como tratamento para 3 dias, com doses de 500 mg por dia. Já para crianças, deve-se levar em conta o peso da criança.

Por isso, somente um médico poderá indicar o modo correto de uso da Azitromicina.

Efeitos Colaterais da Azitromicina

Antes de citar as possíveis reações adversas da Azitromicina, é importante ressaltar que esta medicação não afeta, em teoria, a eficácia do anticoncepcional. Isso quer dizer que, o uso da Azitromicina é de poucos dias (é um tempo limitado), por isso, somente em casos muito raros o anticoncepcional pode ter seu efeito comprometido.

Os efeitos colaterais da Azitromicina, que são caracterizados como comuns, são:

  • Náuseas,
  • Vômito,
  • Cólicas,
  • Diarreia.

É necessário que pessoas com problemas hepáticos devem ter cautela ao usar a Azitromicina, pois pode acometer alterações da função hepática, necrose hepática, insuficiência hepática, hepatite e outras complicações.

Ansiedade, agitação, sonolência, cansaço, tonturas e mal-estar são outras reações descritas.

Azitromicina 2Preço da Azitromicina

A Azitromicina pode ser encontrada com preços variáveis por conta de diversos fatores. O principal é relacionado com os laboratórios responsáveis pela produção desta medicação. Outro fator também é relacionado ao estado.

Mesmo assim, uma média de preço da Azitromicina está entre os R$ 10,00 aos R$ 40,00. Não há dúvidas que este remédio pode ser comprado por preços maiores.



O Conteúdo FOi Útil? Deixe seu Voto!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (203 votes, average: 4,42 out of 5)
Loading...