Apneia do Sono – O que é, Pode matar? Veja as causas e tratamentos

A apneia do sono é um distúrbio que ocorre quando a pessoa para de respirar por alguns segundos várias vezes durante a noite. Caracteriza-se como apneia do sono quando as interrupções na respiração se repetem por, pelo menos, cinco vezes em um período de uma hora.

Muitas pessoas associam a apneia do sono apenas ao ronco, mas este não é o principal problema do distúrbio, sendo apenas um de seus sintomas. A apneia pode ser um problema grave, que muitas pessoas não identificam que possuem.

apneia do sono como tratar

Por que este problema ocorre?

A apneia do sono pode ser causada por uma obstrução nas vias aéreas ou por problemas de origem neurológica. Embora a apneia em si não seja um problema grave –  é, inclusive, um fenômeno comum -, ela só é considerada doença quando ocorre com frequência durante o sono, conforme dito anteriormente.

Para ser considerada apneia, a parada respiratória deve durar, no mínimo, dez segundos, podendo chegar a até um minuto. Com as paradas respiratórias, a pressão arterial pode subir, podendo até causar arritmia cardíaca.

São dois os tipos de apneia do sono:

  1. Apneia do sono central: este tipo da doença ocorre quando o cérebro não consegue transmitir sinais para os músculos da respiração. É um tipo menos comum, sendo causada principalmente por causa de insuficiência cardíaca, por um Acidente Vascular Cerebral (AVC), por uso de opioides (medicação para a dor) e por lesão do tronco de origem traumática;
  2. Apneia obstrutiva do sono: ocorre quando os músculos da garganta relaxam durante o sono, fechando as vias respiratórias em consequência. Sendo a obstrução da via respiratória a principal causa, algumas situações contribuem para a sua ocorrência, estando relacionadas às diferenças anatômicas, como obesidade, língua grande, alterações craniofaciais, desvio de septo nasal, aumento das amígdalas e circunferência do pescoço.

Fatores de risco

Existem fatores de risco que influenciam no surgimento deste distúrbio, embora, nem sempre, a causa seja muito clara:

  • Homens são mais propensos a terem a apneia do sono;
  • É mais comum que este distúrbio manifeste-se em pessoas com mais de 40 anos;
  • A pressão alta também está relacionada à apneia;
  • Consumir bebidas alcóolicas antes de dormir contribui para o surgimento da doença;
  • O histórico familiar influencia no surgimento da doença, mostrando que há um fator genético envolvido.

Outros fatores podem colaborar para o surgimento deste distúrbio do sono, de acordo com o tipo de apneia. No caso da apneia obstrutiva: obesidade, crianças pequenas, pescoço largo, diferenças na estrutura anatômica do pescoço, cigarro, menopausa, uso de medicamentos para dormir e congestão nasal.

Já no caso da apneia central, alguns fatores de risco são: problemas na coluna vertebral, problemas no coração, uso de drogas, derrame e nascimento prematuro.

apneia do sono causas

Sintomas da apneia do sono

Embora seja difícil para o próprio paciente perceba que existe um problema, alguns sintomas podem ser associado à apneia do sono, que auxiliam no diagnóstico da doença. Entre eles estão:

  • Acordar com a garganta dolorida;
  • Dificuldade para se concentrar;
  • Insônia;
  • Sono excessivo durante o dia;
  • Perda de libido;
  • Dor de cabeça ao despertar;
  • Acordar abruptamente durante a noite com falta de ar;
  • Acordar muitas vezes durante a noite.

Diagnóstico da doença

 Como é impossível para a própria pessoa identificar os sintomas mais claramente, é importante ir a um médico especialista do sono, assim que identificar qualquer problema para dormir. São dois os exames para identificar a apneia do sono: a polissonografia e o estudo do sono – já falamos como é feito a polissonografia aqui

A polissonografia é realizada em um laboratório especializado, onde o paciente dorme no lugar durante uma noite com eletrodos conectados a ele e um profissional monitorando o sono. Assim, é possível identificar qualquer distúrbio presente durante o período em que a pessoa está dormindo.

o estudo do sono é realizado em casa. O paciente recebe do especialista um aparelho para medir a respiração, o nível de oxigênio no sangue e o pulso durante o sono. No dia seguinte, o paciente leva o aparelho ao laboratório especializado, onde será realizada a análise dos resultados.

Tratamento

Dependendo do nível da apneia do sono identificada, é necessária a realização de uma cirurgia para correção. Nos casos mais básicos,um aparelho odontológico durante o sono pode resolver o problema.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply